cravo e a rosa

Defensoria de Pinheiro forma primeira turma do projeto O Cravo e a Rosa

Vinte internos da Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) de Pinheiro concluíram, esta semana, capacitação promovida pelo Núcleo Regional da...

Vinte internos da Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) de Pinheiro concluíram, esta semana, capacitação promovida pelo Núcleo Regional da Defensoria Pública naquela comarca, com o objetivo de sensibilizar e reeducar detentos que praticaram atos ofensivos à integridade física, moral e psicológica de mulheres.

A ação integra o projeto “O Cravo e a Rosa: a melhor atitude é o respeito”, idealizado e executado pelos defensores públicos Suzanne Santana Lobo e Gil Henrique Mendonça Faria. Além de focar na reeducação social e na disseminação da educação em direitos, a iniciativa ainda pode garantir remição de pena para condenados e servir de atenuante para provisórios.

Durante a solenidade de encerramento da primeira turma do projeto, Gil Henrique falou sobre a grande aceitação por parte dos detentos. “Após as cinco semanas do curso, os internos demonstraram uma mudança de comportamento e de mentalidade sobre a violência doméstica. Portanto, nosso objetivo teórico está sendo alcançado e nossa contribuição para a sociedade feita. Agora, resta a eles a efetivação do que foi passado”, frisou.

Já Suzanne Lobo falou sobre a importância social do projeto. “A educação em direitos dentro do sistema prisional é um dos grandes alicerces para a ressocialização e não reincidência no ato, principalmente quando se observa que a falta de conscientização foi um fator determinante para sua prática”, concluiu.

O vice-prefeito de Pinheiro, Stélio Cordeiro, destacou o trabalho desenvolvido pela Defensoria no município, ressaltando a importância da parceria entre a instituição e a Secretaria de Educação municipal para a implementação da educação de jovens e adultos na unidade prisional.

Na ocasião, houve a apresentação do coral da Unidade Prisional, bem como a exposição das peças de artesanato produzidas pelos internos. Dentre as autoridades presentes no evento estavam o presidente da Câmara dos Vereadores, Eliseu de Tantan, o promotor de Justiça Jorge Luís de Araújo e o diretor da UPR, Carlos James Silva.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados