Publicidade
Condenado

Homem é condenado a 13 anos de prisão por crime cometido em Alcântara

Uma sessão do Tribunal do Júri, realizada na última terça-feira, 15, condenou Juvêncio Araújo, conhecido como Jairzinho, a 13...

Uma sessão do Tribunal do Júri, realizada na última terça-feira, 15, condenou Juvêncio Araújo, conhecido como Jairzinho, a 13 anos de reclusão, em regime inicialmente fechado, pelo crime de homicídio. A pena deverá ser cumprida no Complexo Penitenciário de Pinheiro.

O crime ocorreu em 13 de outubro de 2006, no Povoado Castelo. Juvêncio Araújo matou Maria Lúcia Pereira Cruz, mãe de sua companheira, com um golpe de facão. Os desentendimentos tiveram início quando o lavrador Jairzinho ficou enciumado porque sua companheira, Lucivan Pereira Cruz, levou os filhos do casal à sede do Município de Alcântara para tratamento dentário.

No momento do crime, a vítima e sua filha estavam em frente a casa do condenado, tentando pedir ajuda à mãe dele, que estava descontrolado e armado de um facão.

Atuou no júri a promotora de justiça Alessandra Darub Alves. A sentença foi proferida pelo juiz Rodrigo Otávio Terças Santos. A Denúncia do Ministério Público foi proposta em 8 novembro de 2011, pela promotora de justiça Bianka Sekeff Sallem Rocha.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados