Queda de braços

Luciano Genésio pune vereadores que não apoiam Thaysa Hortegal

“Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um...

“Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro”
Mateus 6:24. Uma passagem Bíblica que descreve a situação de no mínimo três vereadores da cidade de Pinheiro.

Os vereadores, Riba do Bom Viver (PDT), Capadinho (PMDB) e Ednildo (PCdoB), que fazem juras de amor em apoio ao Pré-candidato a deputado estadual, Leonardo Sá, estão sendo punidos pelo prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio.

Mesmo com uma gama de contratos, carro alugado, indicação de uma subsecretário e um suposto  “mesalinho”, os edis afirmavam pelo quatro cantos da cidade que não tinham nenhum compromisso com a Primeira Dama do município, Thaysa Hortegal, que também é Pré-candidata a deputada estadual.

Nesta sexta-feira (06) o prefeito da cidade, Luciano Genésio, começou cortar as unhas dos Edis,  mostrando que manda quem pode e obedece quem tem juízo.

Servidores temporários indicados pelos referidos vereadores, começaram receber cartas de emissão. Diretores de escolas, diretores adjuntos, professores, vigias, ASGs, etc. Pessoas ligadas ao prefeito afirmam que não vai ficar ninguém pra contar história.

A queda de braços entre o prefeito e vereadores, pode refletir na formação da Câmara Municipal de Pinheiro, e os três Edis podem engrossar o caldo da oposição no legislativo local.

É aguardar e conferir………….

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados