Sebrae

Sebrae realiza mais de 10 mil atendimentos na 10ª Semana do MEI

Marca é considerada um recorde no Maranhão: foram 216 atendimentos por hora nos 51 municípios maranhenses onde a iniciativa...

Marca é considerada um recorde no Maranhão: foram 216 atendimentos por hora nos 51 municípios maranhenses onde a iniciativa aconteceu.

Pinheiro – A 10ª Semana Microempreendedor Individual (MEI) foi um sucesso. Isso porque a instituição realizou 10.410 atendimentos para 5.259 pessoas, entre microempreendedores individuais, empresários de micro e pequenos negócios, potenciais empresários e potenciais empreendedores. A marca é um recorde e dobrou a marca atingida em 2016, quando cerca de 5 mil pessoas foram atendidas.

Este resultado significa que os analistas técnicos e consultores do Sebrae realizaram 216 atendimentos por hora, distribuído nos 54 pontos de atendimento montados em 51 cidades maranhenses onde a 10ª Semana do MEI aconteceu.

Na regional de Pinheiro, pelo segundo ano consecutivo, o Sebrae descentralizou as ações que englobaram a 10ª Semana do Microempreendedor Individual e a 5ª Semana de Educação Financeira na baixada e litoral ocidental maranhense.

A descentralização proporcionou, por meio de 40 ações gratuitas, capacitação para empreendedores e potenciais empreendedores, do campo e da cidade, em 12 municípios atendidos pela regional.

A estratégia foi um sucesso. Foram mais de 1.000 atendimentos realizados, dobrando a quantidade alcançada no ano passado. Quinze palestras com a participação de 400 pessoas, nove oficinas que atenderam mais de 200 participantes, além de um seminário de crédito, orientações porta a porta e capacitações nas áreas de gastronomia e maquiagem.

De acordo com a gerente regional do Sebrae em Pinheiro, Graça Fernandes, a estratégia de descentralizar as ações beneficia um número maior de empreendedores e torna ainda mais efetivo o trabalho de fomento ao empreendedorismo na região.

“Quanto maior for o número de municípios onde possamos executar nossas ações, maior será o número de empresas abertas e mais forte será o ecossistema dos pequenos negócios na região. A semana do MEI é apenas um, dos muitos eventos que planejamos realizar de maneira regional e itinerante, outras ações com caráter regional também serão executadas esse ano”, garantiu Fernandes.

As oficinas com o tema “Oportunidades na gastronomia para o MEI” foram bastante concorridas. Nelas os participantes aprenderam técnicas de manipulação de chocolate e produção de artigos que podem ser comercializados durante todo o ano, tudo aliado a técnicas de gestão e finanças para um pequeno negócio do ramo da gastronomia.

“Esse curso foi uma oportunidade pra gente que já trabalha nessa área da gastronomia se aprimorar ainda mais e também entender como é importante a nossa empresa ser registrada, tudo certinho e o Sebrae tá aí para ajudar a gente nisso tudo”, disse Maria do Rosário, uma das participantes da oficina de gastronomia.

De acordo com os dados consolidados de atendimento durante o período, no estado, foram atendidos 2.162 MEIs, 546 Microempresas (ME), 11 Empresas de Pequeno Porte (EPP) e 2.540 potenciais empreendedores. No período ainda foram realizadas 75 formalizações de Microempreendedores Individuais. Além disso foram 5.946 capacitados. “Tivemos empresários e potenciais empresários que realizaram mais de uma capacitação durante a 10ª Semana do MEI”, explicou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

“Este resultado mostra a pujança do Microempreendedor Individual no Maranhão, onde até o fim de abril havia mais de 82 mil registrados no estado. O evento vem despertando muito interesse principalmente no interior do estado. Não foi à toa que triplicamos nossos resultados, saltando de 3,5 mil atendimentos em 2015 para 10,2 mil atendimentos”, comentou João Martins.

SEMANA

A 10ª Semana do MEI aconteceu entre 14 e 19 de maio, em 51 cidades maranhenses. Na iniciativa ofertou mais de 370 ações, dentre cursos, oficinas, consultorias, seminários, rodadas de negócios e um encontro de startups, em São Luís.

O objetivo do Sebrae foi capacitar MEIs e potenciais empresários e orienta-los sobre como obter melhores resultados, empregando o mínimo de recursos financeiros e humanos. “Para a 10ª Semana do MEI adotamos como objetivo norteador a orientação para que o MEI faça mais com menos recursos, o que em tempos de crise fará a diferença para sucesso. Toda a programação foi voltada para a capacitação dos MEIs “, disse o diretor técnico do Sebrae, Antônio Garcês.

Para este ano, foram programadas 362 ações para a 10ª Semana do MEI, divididos em 113 oficinas, 106 palestras, 6 cursos, 16 seminários, 3 rodadas de negócios, 126 ações de atendimento, com consultoria e orientação para o MEI, e um encontro de startups – apenas no primeiro dia foram realizadas 94 ações.

Além disso foram realizadas 3.768 orientações e 696 consultorias. “Tivemos um resultado muito bom. Agora vamos avaliar o que alcançamos, identificar acertos e erros para corrigi-los e planejar para obtermos resultados ainda melhores na próxima edição”, finalizou João Martins.

10ª Semana do MEI em Números

Resultado é recorde e mostra um crescimento de 297% no volume de atendimentos

10.410 Atendimentos                                                               

5.259 Clientes Atendidos

362 Ações

3.768 Orientações Técnicas

696 Consultorias

5.946 Capacitados

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados