Logo
  • A mando do prefeito de Pinheiro, secretário de Educação determina que diretores intimidem servidores que aderirem a paralisação


    Secretário, Augusto Miranda , determinou a intimidação dos servidos de educação

    O prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, vem tentando intimidar os professores da rede municipal de ensino que anunciam paralisação por tempo indeterminado a partir desta segunda –feira (26).

    De acordo com informações que chegaram a redação do blog do Vandoval Rodrigues, o prefeito chegou a ligar para professora Dinelle, presidente do sindicato da classe, e fez uma série de ameaças.

    Como a direção do sindicato decidiu em assembleia pela paralisação, a presidente manteve a postura na busca dos diretos da classe que luta pelo cumprimento do plano de cargos, carreiras e salários.

    Diante da negativa da presidente do sindicato, o prefeito deu ordem para que o secretário de educação do município, Augusto Miranda, intimide os profissionais de educação determinando que os diretores das escolas devem colocar falta nos profissionais que aderirem a paralisação e não comparecerem no local de trabalho a partir desta segunda.

    “Boa tarde, na segunda-feira iniciamos o nosso ano letivo. Venho informar que qualquer servidor que não se apresentar na escola na segunda-feira, vcs devem colocar falta. Abs e bom fds”. Essa foi a mensagem do secretário no grupo de Gestores 2018 da SEMED de Pinheiro.

    Os professores garantem que a luta continua e a paralisação inicia nesta segunda

    Professores se manifestaram no grupo do sindicato e afirmaram que a luta não será fácil e já era esperado esse tipo de atitude como ameaças e chantagens. Mas a classe vai seguir com o propósito que foi decidido em assembleia.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!