Logo
  • Altamira do Maranhão: município permanece sem água e sem prefeito há três meses

    alt1Habitantes do município de Altamira do Maranhão, localizado a 327 km de São Luís, iniciaram o ano novo sem água.

    De acordo com informações de moradores do local, este é o terceiro mês que a população sofre com o desabastecimento provocado, segundo populares, pela queima de uma bomba que abastecia a cidade.

    De acordo com populares, a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA), juntamente com a Prefeitura de Altamira, até hoje não resolveram a situação e até o momento não prestaram nenhum esclarecimento para a população sobre o ocorrido, mesmo a bomba tendo sido levada pela CAEMA para um possível conserto. Foi informado, ainda, que os cidadãos do município estão pagando 40 reais por 100 litros de água, que, segundo fontes bem posicionadas, viria do antigo Hospital São Raimundo, de propriedade do pai do atual prefeito.

    Sem o fornecimento de água pela CAEMA, mas com as contas de água batendo nas portas dos altamirenses, a população do município segue sendo desrespeitada e sem o mínimo de dignidade ao básico, além de terem seus direitos de consumidores lesados pela insensibilidade da gestão municipal. É desumana, repudiante e ultrajante a falta de responsabilidade e compromisso do prefeito de Altamira, Ricardo Miranda, na busca por soluções para o problema da falta d’água na cidade, que afeta todos os âmbitos da população, principalmente os menos favorecidos.

    A melhor justificativa para o silêncio sepulcral do gestor municipal mediante a situação, deve se dar pelo fato de ele não permanecer na cidade, o que o afasta totalmente da realidade do município que ele diz representar.

    https://www.youtube.com/watch?v=DNAUmsjtF-o

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!