Logo
  • Associação Cultural e Tecnológica de Pinheiro capacita jovens na zona rural.

    Deputado Toca Serra e o presidente da Associação Cultural e Tecnológica
    de Pinheiro, Francisco Reis, ao lado dos alunos concludentes do Curso. 
    O presidente da
    Associação Cultural e Tecnológica de Pinheiro, Francisco Reis, realizou na
    noite do último sábado ,26, a solenidade de entrega de certificados aos alunos
    concludentes do Curso de Montagem e Manutenção de Micro.
    O Curso que tem a duração
    de 140 horas, capacita os jovens para o mercado de trabalho e tem como foco
    principal comunidades rurais. O projeto promove a inclusão digital e movimenta as
    comunidades com eventos culturais e atendimentos na área de saúde. Para isso,
    Francisco Reis, conta com uma equipe de profissionais de diversas áreas que voluntariamente
    colaboram com o projeto.  
    De acordo com o
    presidente da Associação Cultural Tecnológica, Francisco Reis, a meta do
    projeto é atender 23 comunidades no municio de Pinheiro.
    Centenas de moradores compareceram na cerimônia de entrega de
    certificado aos alunos. 
    No povoado Jucaral na
    zona rural de Pinheiro, o projeto contou com o apoio da Companhia Energética do
    Maranhão CEMAR e da prefeitura municipal de Pinheiro. Funcionários da CEMAR realizaram
    palestras e doação de material didático, já a prefeitura de Pinheiro, disponibilizou
    o fardamento para alunos e professores.
           Toca Serra realizando entrega de certifica 
    A prefeitura de Pedro do
    Rosário, através do prefeito Irlan Serra, garantiu o abastecimento dos veículos
    envolvidos no projeto, dando assim a sua parcela de contribuição.  

    Associação Cultural e
    Tecnológica de Pinheiro, garantiu a capacitação e entregou certificado conclusão
    do curso aos 25 alunos do povoado Jucaral. O deputado estadual, Toca Serra, que
    é um dos apoiadores do projeto, fez questão de participar da cerimônia e
    garantiu que buscará junto ao governo do estado, recursos para que o projeto
    seja levado a várias comunidades de outros munícios da Baixada Ocidental
    Maranhense.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!