Logo
  • Bequimão cumpre primeira ação do Pacto pelo Fortalecimento da Aprendizagem

    No início desta semana, técnicos da Secretaria Municipal de Educação participaram do I Seminário Estadual do Pacto pelo Fortalecimento da Aprendizagem no Maranhão. O pacto é uma estratégia colaborativa entre governo estadual e municípios, para a melhoria das condições educacionais e redução da evasão escolar. O acordo de cooperação técnica foi assinado pelo prefeito Zé Martins, no último dia 30, e vai beneficiar os 3.483 alunos matriculados na Rede Municipal de Ensino.

    Na formação, os articuladores refletiram sobre a qualidade da educação no Estado, discutiram suas atribuições, as contrapartidas do município e os desafios do programa. O vereador Professor Zeca, um dos gestores pedagógicos enviados pela Prefeitura de Bequimão, descreveu a experiência como enriquecedora. “O Pacto é uma grande iniciativa que vai permitir o fortalecimento da educação do nosso município. Com a capacitação, estaremos aptos a identificar os desafios e a formular estratégias que, de fato, sejam capazes de provocar uma grande reviravolta no cenário da educação”, avaliou o professor. Além do professor Zeca, a formação também contou com a participação da gestora Rosenilce de Lima.

    Para Zé Martins, a cooperação fortalecerá ainda mais as ações da Prefeitura de Bequimão em prol da elevação dos índices educacionais do município. “Esse programa vem reforçar os avanços que já conseguimos alcançar na educação do nosso município, como a melhoria do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)”, afirmou o prefeito.
    Em 2017, quando foi divulgada a última avaliação do Ideb, Bequimão alcançou o melhor índice dos últimos 13 anos, com 4,8 pontos, superando São Luís, que pontuou 4,7. A média faz parte de uma sequência histórica de crescimento, segundo a plataforma QEdu. Desde o primeiro mandato do prefeito Zé Martins, o Ideb do município cresceu 0,7 pontos, levando em consideração as avaliações de 2013 e 2015, com 4,1 e 4,5 pontos, respectivamente. O cálculo da nota do Ideb considera o nível de aprendizado do aluno em Português e Matemática (Prova Brasil) e o fluxo escolar (taxa de aprovação).

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!