Logo
  • Câmara de Pinheiro reprova projeto que aumentaria salário do prefeito, vice e secretários.

    camaraA Câmara Municipal de Pinheiro reprovou na manhã desta, terça-feira, 27, o projeto de Lei Nº. 007|2016 que tratava dos subsídios do prefeito, vice-prefeito e dos secretários municipais de Pinheiro.

    O aumento proposto dobrava o salário do prefeito, dos secretários e subsecretários e triplicava o salário do vice-prefeito que atualmente é um vereador da casa. Caso o projeto fosse aprovado e sancionado pelo executivo, o salário do prefeito que hoje é de 12.000,00 (doze mil reais), seria reajustado para 20.807,60 (vinte mil e oitocentos e sete reais e sessenta centavos).

    O salário de vice-prefeito que é de 6.000,00 (seis mil reais) seria reajustado para 14. 187 00 (quatorze mil cento e oitenta e sete reais). Dos secretários de 4.800,00 (quatro mil e oitocentos) para 7.951.00 (sete mil novecentos e cinquenta e um reais) e subsecretários de pouco mais de dois mil para 3.975 (três mil novecentos e setenta e cinco).p1

    O projeto precisava ser apreciado em duas votações, na primeira votação,   7 dos 13 vereadores com direito a voto foram favoráveis. Stélio (PSDB), Lucas (PSDB), Nézio (PDT), João Moraes (PSB), Elizeu de Tantan (PP) Antônio Ribeiro (PPS), e Concita (DEM), e seis votos contrários, Guto (PV), Beto (PSD), Oziel (PSD), Leonardo (PCdoB), Selma (PP) e Sinval (PMDB).

    Como o projeto para ser aprovado precisava de maioria absoluta, ou seja, precisaria de 8 votos a favor na primeira votação mas teve apenas 7, na segunda seria necessário 9 votos a favor.  .  O projeto foi colocado em votação pela segunda vez e foi reprovado desta com 13 votos contrários, apenas o vereador, Sival (PMDB) foi favorável.

    A sessão foi presidida pelo vereador, Valter Soares (PV).

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!