Logo
  • Câmara Municipal de Pinheiro realizou Audiência Publica na ultima quinta (15) para discutir Segurança

    A Câmara Municipal de Pinheiro, na ultima quinta-feira
    (15), mais uma vez reuniu autoridades do município e convidados no plenário da
    Casa para discutirem sobre a crescente onda de violência em na Cidade.
    A audiência teve como tema “SEGURANÇA PÚBLICA NO ÂMBITO
    DO MUNICIPIO DE PINHEIRO”, e contou com a presença representante do Executivo Municipal,
    Poder judiciário, Ministério Público, OAB/Subseção Pinheiro, 10º Batalhão da
    Pólicia Militar, Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente, 8º Ciretran, 8º
    Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar, Superintendência Municipal de
    Trânsito, Imprensa, Igrejas e Sociedade Civil Organizada.
    O vereador Beto de Ribão (PSD), fez lembrar que em seu
    9º ano com vereador em Pinheiro, essa é a 4ª Audiência publica realizada pelo legislativo
    municipal para discutir segurança, lembra o vereador que no dia 10 de Junho de
    2010, a câmara de Pinheiro convocou as mesmas autoridades, a frente dos órgãos
    na época, para debaterem os mesmos assuntos. O vereador afirma que inúmeros acordos
    foram firmados pelas autoridades e que providências seriam tomadas para trazer
    paz às famílias pinheirenses. Afirmou o vereador, que nenhuma das medidas firmadas
    na audiência realizada em 2010, foi colocada em prática, dai só aumentou o índice
    de criminalidade em Pinheiro.
     O vereador Nezio
    (PDT), em seu pronunciamento, disse que as instituições já estão sem
    credibilidade em pinheiro devido à falta de tanta impunidade na cidade.
    O vereador Sinval Souza (PMDB), disse que pinheiro está
    abandonada ao que se diz em relação à questão da segurança, é roubo um em cima
    do outro, assaltos e mais assaltos e inúmeros assassinatos sem solução. Sinval
    criticou ainda a falta de atenção da SSP em relação a Pinheiro, onde o
    Secretário Aloísio Mendes foi convidado a comparecer na audiência convocada
    pelo legislativo pinheirense e nem se quer mandou representante.
    Todos foram unânimes na necessidade de se fazer
    alguma coisa para diminuir a violência em Pinheiro. O auto índice de
    assassinatos com arma de fogo, de roubo, de acidentes de transito, de latrocínio,
    até de fugas, onde nesta semana 5 presos fugiram as 11:00hs da manha da Delegacia
    Regional de Pinheiro.
    A coisa é alarmante em Pinheiro e requere medidas urgentes, afirmou o juiz Anderson Sobral onde no Forum de Pinheiro já
    existem mais de 4 mil processos para serem julgados. Um numero absurdo. 

    As ultimas audiências publicas realizadas em
    Pinheiro, logo após o termino, os acordos firmados se desfizeram como o vento.
    Esperamos que os mesmos Parlamentares que convocaram as devidas autoridades,
    para cobrar segurança na cidade, possam cobrar das mesmas as devidas ações
    afirmadas em audiência. 

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!