Logo
  • Centro de Lançamento de Alcântara homenageia a reitora Nair Portela

    ALCÂNTARA – A reitora Nair Portela recebeu nesta sexta-feira, 10, uma homenagem do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), que comemora, em março, 34 anos de criação. A honraria, intitulada “Amigos do CLA”, é destinada às pessoas que têm contribuído significativamente para o desenvolvimento e crescimento das ações desenvolvidas pelo centro.

    O diploma “Amigos do CLA” foi entregue pelo diretor do centro, coronel Luciano Valentim, e pelo major-brigadeiro Carlos Sá, comandante do 1º Comando Aéreo Regional, à reitora Nair Portela, aos deputados federais José Reynaldo Tavares e Pedro Fernandes Ribeiro, e ao professor Porfírio Guerra, que estava representando o reitor da UEMA, Gustavo Pereira.

    A reitora Nair Portela diz estar feliz e satisfeita porque o título reflete o reconhecimento da parceria entre a Universidade e o CLA. “Já estamos avaliando com o Centro de Lançamento de Alcântara a possibilidade de implantarmos o curso de Engenharia Aeroespacial e firmando parcerias para receber os estudantes das diversas áreas de formação da Universidade, para realizarem seus estágios, e isso nos deixa contente, porque são ações como estas, que nos tornam ‘Amigos do CLA’, e este reconhecimento não é só meu, mas de toda a Instituição que se faz engajada no processo de construção da Universidade”, comemorou.

    O CLA, o único de toda a América Latina, foi criado em 1983 com a incumbência de colocar no espaço satélites nacionais por meio de foguetes lançados a partir de um centro operado pelo Brasil. O diretor do centro, coronel Luciano Valetim, lembrou que esta é uma singela homenagem, mas que tem muito significado para o Centro de Lançamento de Alcântara, porque, segundo ele, estas personalidades que foram homenageadas são aquelas que realmente têm ajudado e colaborado com as ações e atividades do CLA.

    “A entrega deste diploma é o reconhecimento por toda a ajuda que recebemos da Universidade Federal do Maranhão, uma vez que o CLA tem grande parceria com a UFMA. Também é uma forma de mostrar à Universidade que queremos manter e criar parcerias para continuarmos com o nosso processo de expansão, agregando valores aos profissionais que a UFMA forma, abrindo as portas para servir de campo de estágio a esses estudantes, utilizando-se do CLA para o ensino, a pesquisa e extensão”, destacou.

    O coronel lembrou ainda que a cidade de Alcântara é a melhor do mundo para a inserção em órbita equatorial com os mais completos e sofisticados equipamentos, além de estudos e pesquisas em ambiente espacial. “Nesses 34 anos realizamos um total de 475 lançamentos de veículos para teste, estudos de microgravidade e satelização, totalizando 97 operações. Neste ano de 2017, devemos atingir a marca histórica de cem operações realizadas por este centro desde a sua criação”, completou.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!