Logo
  • Cinquenta e oito detentos não retornaram a Penitenciária de Pedrinhas

    Pelo menos 58 detentos do Complexo
    Penitenciário de Pedrinhas não retornaram da saída temporária do Dia das
    Crianças. O número foi confirmado nessa quinta-feira (31), pela Secretaria da
    Justiça e da Administração Penitenciária (Sejap), que no referido feriado
    concedeu o benefício a 184 presos do sistema semiaberto, por determinação da
    Justiça.
    Segundo o secretário de Estabelecimentos
    Penais da Sejap, Hamilton Louzeiro, o número de evadidos representa três vezes
    mais da média. “Geralmente, apenas 10% do total de presos beneficiados não
    retornam das saídas temporárias. Dessa vez, porém, o percentual passou dos
    30%”, explicou Louzeiro, que coordena as unidades prisionais do estado.
    Ainda de acordo com o secretário adjunto,
    entre os 126 detentos que não retornaram a Pedrinhas, a maioria cumpre pena por
    crimes de roubo e alguns por homicídios. Mesmo assim, o representante da Sejap
    garante que são presos considerados de bom comportamento. “São internos que já
    cumpriram 1/6 da pena”, acrescentou o secretário.
    De acordo com a secretaria especializada,
    a saída temporária é um benefício concedido pelas Varas de Execuções Penais
    (VEP), tendo como base a Lei de Execuções Penais. O secretário adjunto da Sejap
    acredita que a guerra do tráfico de drogas tenha motivado o aumento no índice
    de evadidos. “Alguns certamente temem voltar”, admite Louzeiro.
    Para esta última saída temporária do Dia
    das Crianças, as duas VEP publicaram três portarias para dividir o total de
    detentos beneficiados. Com a primeira iniciada no dia 11 de outubro e a última
    em 23 do mesmo mês, os presos que não retornaram passam a ser considerados
    foragidos da Justiça e perdem o direito de serem contemplados na próxima data.
    O Imirante. 

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!