Logo
  • Com apoio da Regional de Saúde, Pinheiro sedia 1ª Conferência Macrorregional de Vigilância em Saúde

    Gestor Regional de Saúde de Pinheiro, Janderson Gusmão.

    O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), iniciou a realização das conferências macrorregionais, etapas preparatórias para a 1ª Conferência Estadual de Vigilância em Saúde e para a 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde. Os encontros acontecem em sete macrorregionais (Chapadinha, Caxias, Bacabal, Pinheiro, Presidente Dutra, Imperatriz e São Luís).

    Com o tema ‘A importância da Vigilância em Saúde para o sistema público de saúde’, os encontros discutem, por exemplo, o papel da vigilância no SUS e a responsabilidade dos governos com a vigilância.

    Com apoio da Regional de Saúde de Pinheiro, através do Gestor, Janderson Gusmão, a conferência reuniu os gestores de Viana e Zé Doca

    Durante a macrorregional ocorrem palestras e oficinas com definição de propostas que serão apresentadas nas etapas estadual e nacional. A 1ª Conferência Estadual de Vigilância em Saúde ocorrerá nos dias 19 e 20 de outubro, em São Luís. A etapa nacional está prevista para o período de 21 a 24 de novembro, em Brasília.

    Com apoio da Regional de Saúde de Pinheiro, através do  Gestor, Janderson Gusmão, a conferência  reuniu os gestores de Viana e Zé Doca, nesta segunda-feira (25) no Centro Cultural José Sarney em Pinheiro. “Os encontros servem de bases propositivas para definição da política de saúde, como ferramenta norteadora, e também de orientação para os órgãos que trabalham diretamente com vigilância” disse Janderson.

    “Ao longo dos anos, observamos mudanças nos perfis de vigilância e para acompanhar essas alterações é preciso reunir com os municípios para se discutir novas práticas dos programas de vigilância em saúde para que haja uma melhor intervenção para a correta execução das políticas de saúde pública, garantindo mais assistência na área de vigilância. Assim, no futuro, ela se tornará uma parceira estruturante da atenção primaria”, afirmou Edmilson Diniz, superintendente de Vigilância Sanitária Estadual da SES.

     

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!