Logo
  • Cururupu – Criada Rede de Proteção à Infância e Adolescência

                                    Rede vai combater violação de direitos infanto-juvenis

    Por iniciativa do Ministério Público do Maranhão, foi criada, no dia 21 de outubro, a Rede de Proteção à Infância e Adolescência do Município de Cururupu. O evento que marcou a oficialização foi realizado no auditório da Câmara Municipal e coordenado pelo promotor de justiça José Frazão Sá Menezes Neto.

    O objetivo da rede é congregar esforços para atuação conjunta de caráter preventivo no combate à violação de direitos infanto-juvenis. Dentre os principais problemas a serem enfrentados, inicialmente, estão a evasão escolar, alcoolismo, consumo de drogas, gravidez na adolescência e ausência de política socioeducativa.

    A rede vai atuar para fortalecer políticas públicas a fim de garantir a aplicação de medidas protetivas e cobrar a estruturação do Conselho Tutelar de Cururupu.

    Além do MPMA, a Rede de Proteção teve a adesão do Poder Judiciário, Prefeitura de Cururupu, Câmara de Vereadores, Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar, Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Secretarias Municipais de Assistência Social, de Educação e de Saúde, Polícia Militar e Polícia Civil.

    Por meio de seus representantes, os órgãos expuseram os principais problemas enfrentados e debateram com os participantes a melhor forma de encarar essas dificuldades. As sugestões serviram para que fossem firmados compromissos, que serão reavaliados na próxima reunião da Rede de Proteção, a ser realizada no dia 21 de janeiro de 2020.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!