Logo
  • DECLARADO O NOME DE MAIS TRÊS ENVOLVIDOS NA MORTE DE DÉCIO SÁ

    Na quarta-feira (13), durante a apresentação à imprensa dos suspeitos de matar e mandar executar o jornalista Décio Sá, a polícia do Maranhão informou que apenas um de oito mandados de prisão da Justiça não havia sido cumprido, sem revelar o nome. A imprensa descobriu que se tratava de Denis Nascimento Alves, conhecido também como “Diego”, “piloto de fuga” do assassino Jhonatan de Sousa Silva, 24 anos. Ele teria dado fuga ao matador, numa moto Honda Fan 150 vermelha, placa NNH-7680.
    Hontem (15), no entanto, o secretário estadual de Segurança Pública, Aluísio Mendes, confirmou  que são três as pessoas procuradas: Denis Nascimento Alves e dois outros suspeitos que tiveram apenas os apelidos declarados – “Balão” e “Neguinho”.
    Portanto, na verdade, há nove pessoas com mandados de prisão temporária (30 dias) emitidos pela Justiça:
    1. Jhonatan de Sousa Silva, 24 anos (preso);
    2. Fábio Aurélio Saraiva Silva, o “Fábio Capita” (capitão da PM-MA, subcomandante (já afastado) do Batalhão de Choque; preso);
    3. Gláucio Alencar Pontes Carvalho, 34 (preso);
    4. José de Alencar Miranda de Carvalho, 72 (preso);
    5. José Raimundo Sales Chaves Júnior, o “Júnior Bolinha”, 38 (preso);
    6. Fábio Aurélio do Lago e Silva, o “Buchecha”, 32 (preso);
    7. Denis Nascimento Alves, o “Diego” (foragido);
    8. “Balão” (foragido);
    9. “Neguinho”.
    “Balão” seria um “faz tudo” de “Júnior Bolinha”, um dos supostos mandantes da morte do jornalista. “Neguinho” é o homem que teria apresentado o pistoleiro Jhonatan para “Júnior Bolinha”.
    Um dos homens presos na quinta, identificado pela polícia como Airton Martins Monroe, 24 (detido no Terminal de Integração do São Cristóvão), foi solto.
    É que não se tratava do homem efetivamente procurado pela polícia, conhecido como “Neguinho”.
    Hoje, um dos delegados que investigam o “caso Décio”, Jeffrey de Paula Furtado, disse que será feita uma reconstituição do crime, para confrontar os depoimentos do suposto pistoleiro, Jhonathan de Sousa Silva, com modus operandi da ação.
    De acordo com o secretário Aluísio Mendes, a reconstituição deve ser realizada no início da próxima semana.
    Também hoje, o secretário Aluísio Mendes confirmou ao JP que Jhonatan Silva será transferido para um presídio federal de outro estado assim que terminarem os depoimentos dos detidos.
     
     
     
    vandoval rodrigues

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!