Logo
  • Despreparado, Dino fracassa na EMBRATUR

    O
    chefão comunista Flávio Dino deixa no dia 14 a presidência do Instituto
    Brasileiro de Turismo, a EMBRATUR.
    E
    não deixará saudades.
    Preguiçoso,
    badalador e pouco afeito ao trabalho propriamente dito, Flávio Dino protagonizou
    o maior fracasso do turismo brasileiro, segundo levantamento divulgado pelo
    jornal Folha de S. Paulo.
    De
    acordo com a Folha, a conta turismo do Brasil deverá fechar 2013 com rombo
    recorde de quase R$ 20 bilhões.
    O
    papel de Flávio Dino à frente da EMBRATUR era justamente divulgar o país lá
    fora, para atrair turistas.
    Mas
    suas viagens se resumiram ao interior do Maranhão, inclusive em dias de
    trabalho, para divulgar apenas sua campanha a governador.
    Para
    se ter ideia da incompetência da Embratur na divulgação do turismo brasileiro,
    um pacote para assistir jogos da Copa no Nordeste está sendo vendido a cerca de
    R$ 240 mil no México, segundo revelou o blog Coturno Noturno.
    – Deste valor, há no máximo U$ 6 mil de ingressos. O
    resto é roubo aéreo, roubo hoteleiro, roubo no traslado, roubo na comida, roubo
    no taxi e roubo dos operadores brasileiros que fazem convênio com os
    estrangeiros – afirma o blog. 

    É
    bom deixar claro que esta foi a primeira experiência do chefão comunista na
    gestão de instituições públicas.
    O
    comunista demonstra, com isso, absoluta incapacidade gerencial…

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!