Logo
  • Educação é esquecida no debate entre candidatos ao governo do Maranhão

    Aconteceu na noite de ontem (30/09), o último debate televisionado entre
    os candidatos ao governo do Maranhão. O encontro teve três blocos, com a
    seguinte estrutura: foram 30 segundos para a pergunta, 1 minuto e 30 segundos
    para a resposta, 1 minuto para a réplica e 1 minuto para tréplica. Cada bloco
    teve perguntas livres, entre os candidatos Flávio Dino (PCdoB), Lobão Filho
    (PMDB) e Luís Pedrosa (Psol), e perguntas de temas sorteados.



    Temas como
    segurança pública, saneamento básico, saúde, sistema prisional, mobilidade
    urbana, política industrial, entre outros, foram abordados pelos candidatos.
    Entretanto, um importante tema para o estado, a educação, não foi abordada.
    Também nenhuma proposta foi apresentada para temas como esporte, cultura,
    meio-ambiente e turismo. Segurança pública e saúde foram os temas mais
    debatidos. 



    O candidato pelo
    Psol, Luís Pedrosa, foi o primeiro a fazer perguntas e se dirigiu ao candidato
    Lobão Filho, questionando-o sobre suas propostas para melhorar o sistema
    penitenciário maranhense. Lobão Filho aproveitou para expor sua principal
    proposta para o tema: implodir Pedrinhas e construir novos presídios no
    interior do estado.



    Flávio Dino, em sua
    primeira participação no debate, perguntou a Luís Pedrosa quais eram suas
    propostas para a saúde no estado. Na sua réplica, aproveitou para falar sobre o
    tema. “Vamos fazer concursos e temos proposta de estruturação da carreira”,
    afirmou.
    Último
    a fazer perguntas, ainda no primeiro bloco, Lobão Filho esquentou o debate,
    perguntando a Flávio Dino como ele faria para aumentar o efetivo policial. “É
    impossível ter oito mil novos policiais. É uma grande demagogia falar que vai
    dobrar o contingente policial.” Já Flávio Dino afirmou que irá combater a
    corrupção como uma das medidas para cumprir sua proposta. “Vamos destinar o
    dinheiro gasto com a corrupção desse governo que o senhor representa”. No
    segundo bloco, o debate voltou a esquentar, com troca de acusações entre Flávio
    Dino e Lobão Filho. Ambos se acusaram de responder processos na justiça.
    No
    último bloco, cada candidato teve dois minutos para suas considerações finais.

    O Imparcial

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!