Logo
  • Elizeu de Tantan participa da entrega de certificados do Curso “O Cravo e a Rosa” aos internos da Unidade Prisional de Pinheiro

    Na tarde desta quarta-feira (22) o presidente da Câmara Municipal de Pinheiro, vereador Elizeu de Tantan (PP), participou da cerimônia de entrega de certificados do curso “O Cravo e a Rosa” aos internos da Unidade Prisional de Pinheiro.

    Cerca de 20 detentos, em regime definitivo e provisório, custodiados na UPR de Pinheiro integraram a primeira turma do Projeto “O cravo e a rosa: a melhor atitude é o respeito”. Executado pelos defensores públicos Suzanne Santana Lobo e Gil Henrique Mendonça Faria, titulares do Núcleo Regional da Defensoria Pública de Pinheiro, o projeto visa levar educação em direitos a internos que respondem processos pertinentes à Lei Maria da Penha.

    Suzanne Lobo ressaltou a falta de conhecimento do preso, inclusive sobre o próprio processo. “O que percebemos na primeira palestra é que muitos assistidos sequer entendiam que existem outros tipos de violência além da física e que medidas protetivas estabelecidas pelas autoridades devem ser obedecidas sob penas ainda mais severas”, destacou a defensora.

    De acordo com Gil Faria, a sensibilização leva tempo e as ações devem ser gradativas e reforçadas. Para tanto, ainda dentro do projeto, os defensores exibem vídeos sobre a lei Maria da Penha e situações de violência doméstica para debates em grupo.

    “Além dos vídeos educativos, ainda envolvem assistentes sociais e psicólogos para uma abordagem mais social e psicológica da prática desses tipos de crimes, que oportunizem discussões sobre o uso de entorpecentes e álcool, fator que, segundo os detentos, estimula as práticas de violência doméstica”, concluiu o defensor.

    A cerimônia aconteceu na Unidade Prisional de Pinheiro no bairro do João Castelo, os 20 alunos que finalizaram  o curso receberam certificados de conclusão para que sejam utilizados como remição de pena aos condenados e atenuante para os provisórios.

    Para o presidente da Câmara de Pinheiro, o projeto é de grande importância no processo de ressocialização dos detentos da Unidade Prisional que recebe detentos de toda a Baixada.

    Ainda estão programados diálogos com profissionais do Direito, juízes e promotores, para troca de experiências e de algumas informações sobre as questões processuais atinentes a cada um dos casos que os internos expuserem.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!