Logo
  • Em Governador Nunes Freire, educadores estão há dois meses sem ver a cor do dinheiro

    O atraso de salários do funcionalismo público viola a lei e a Constituição, mas o prefeito de Governador Nunes Freire, Indalécio (PT), não está nem aí para as leis, muito menos para os servidores públicos.

    Na manhã de hoje (26), os professores do município resolveram “chutar o pau da barraca” e protestar contra os desmandos da administração que que, inexplicavelmente, completa no dia 30 deste mês, dois meses de salários atrasados dos professores.

    A classe de educadores saiu as ruas gritando palavras de ordem e pedindo uma intervenção do Ministério Público para que o gestor tente explicar (algo inexplicável), o que “diacho” está acontecendo, porque os repasses estão sendo feitos pela união.

    Só resta agora o prefeito Indalécio, que tem uma das maiores rejeições do estado, atribuir a culpa a uma nuvem de gafanhotos, que provavelmente está na prefeitura roendo o dinheiro público.blank blank

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!