Logo
  • Exame vai apontar se crianças abandonadas pelas mães sofreram abuso sexual

    Foram soltas neste sábado (19), após o pagamento de fiança, duas mulheres apontadas pelos crimes de abandono de incapaz, maus tratos e exploração sexual. Na última quinta-feira (17), cinco crianças com idades entre 4 e 11 anos – filhas das suspeitas – foram resgatadas em uma residência no bairro Alto dos Praxedes, município de Bom Jardim, a 275 quilômetros da capital maranhense.

    As Polícias Civil e Militar chegaram até Jaciara Carvalho, 31 anos, e Maria de Fátima Rodrigues, 28 anos, após denúncia anônima feita ao Conselho Tutelar da cidade. No dia do resgate, as mulheres teriam deixado os filhos trancados em casa, sem almoço ou jantar, enquanto teriam ido a um bar nas proximidades da rodoviária.

    “Arrombaram [a Polícia Militar] a porta, retiramos as crianças e entregamos para a avó materna e uma tia que mora em uma rua próxima. […] As crianças estão todas matriculadas, mas nenhuma está frequentando a escola, as mães fazem uso indevido do Bolsa Escola”, informou o conselheiro tutelar Otaniel Lacerda.

    Além de garrafas de bebidas, carteiras de cigarros e roupas jogadas pelo chão, foram encontradas embalagens de preservativos e muita sujeira nos cômodos da casa. O primeiro contato com os menores foi feito pelos conselheiros tutelares de plantão: Otaniel Lacerda, Fernando Araújo, Charles Andrade e Raimundo Aguiar.

    Aos conselheiros, as vítimas deram detalhes sobre como sofriam abusos sexuais, como faziam para escapar de casa por uma brecha no portão. Elas eram abandonadas em casa sem alimentos ou condições mínimas de higiene. A partir desta segunda-feira (21), as crianças devem ser encaminhadas para o Centro de Perícias de São Luís para que realizem exames de corpo de delito e de conjunção carnal; e recebam acompanhamento psicológico.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!