Logo
  • Feira Tecnológica de Ovinos e Caprinos em São João Batista recebe apoio do SEBRAE

    A
    segunda edição da Feira Tecnológica de Ovinos e Caprinos, realizada no período
    de 14 a 16 de junho, pela Associação dos Produtores e Produtoras de Ovinos e
    Caprinos de São João Batista do Maranhão (APPOC), em parceria com o SEBRAE
    Maranhão e Prefeitura Municipal, reuniu criadores de toda a região da Baixada
    Maranhense.
    Pegando
    carona nas comemorações do 55º aniversário do município, o evento contou com vasta
    programação, incluindo clínicas e oficinas tecnológicas, shows culturais, concurso
    de laço do bode e rodadas de negócios.
    Os
    participantes tiveram a oportunidade de fazer um intercâmbio de conhecimentos e
    tiveram contato direto com a experiência e a tecnologia desenvolvida na região
    através do projeto SEBRAE Maranhão no Território da Cidadania da Baixada
    Ocidental, que tem como propósito introduzir inovações tecnológicas, gerenciais
    e comerciais na cadeia produtiva da ovinocaprinocultura.
    A
    atividade vem se destacando a cada dia na Baixada Maranhense, especialmente
    através das ações de capacitação promovidas pelo SEBRAE, tornando a região uma referência
    em ovinocaprinocultura no Maranhão.
    Capacitações – As clínicas e oficinas tecnológicas foram
    ministradas pelos consultores Antônio Bernardo Lobo, médico veterinário que
    apresentou um inovador sistema de produção de ovinos e caprinos em pasto
    rotacionado; e pelo zootecnista João Carlos de Moura, que apresentou uma
    oficina sobre manejo de espécies forrageiras; além do médico veterinário
    Claudio Felipe, que realizou procedimentos sanitários com os animais que
    estavam sendo expostos.
    A
    culinarista Tia Neide ensinou um grupo de mulheres da cidade a elaborarem
    pratos à base de carne caprina e ovina, em oficina especial também oferecida no
    evento.
    A
    Unidade Regional do SEBRAE Maranhão em Pinheiro, que atende municípios da
    baixada Maranhense, informa que este modelo de evento está sendo apoiado pelo pela
    instituição há mais de quatro anos e a partir de então a criação de ovinos e
    caprinos tomou novos rumos, viabilizando o aumento do rebanho, o melhoramento
    genético dos animais e, consequentemente, o aumento da renda do pequeno
    criador.
    Projeto SEBRAE-MA no Território da Cidadania
    da Baixada Ocidental
    Busca
    sustentabilidade da cadeia produtiva baseada da ovinocaprinocultura em eixos
    estruturantes, como orientação técnica e pesquisa, promoção da segurança
    sanitária, organização e mobilização social, gestão de empreendimentos e
    comercialização. Nesse sentido, outras ações estão sendo desenvolvidas
    paralelamente como a visita técnica de consultores à propriedades.
    As
    atividades também procuram integrar outros projetos existentes na região, gerando
    impactos sociais e econômicos na Baixada Maranhense
    positivos, estimulando e incentivando novos criadores de caprinos e ovinos na
    região.  
    De
    acordo com David Felipe, gestor do projeto, o trabalho de orientação no campo
    para os pequenos criadores de caprinos e ovinos possibilita o aumento da renda
    dos clientes Sebrae e dinamiza a economia local de oito municípios – São João
    Batista, São Bento, Bequimão, Palmeirândia, Mirinzal, Central do Maranhão,
    Santa Helena e Turilândia.
    “Há
    alguns anos a ovinocaprinocultura despontava na Baixada Maranhense, como um
    desafio”, esclareceu o gestor. Ele conta que o cenário foi o apontado por um
    estudo de mercado desenvolvido pelo SEBRAE e apresentado pelo consultor Adão de
    Souza, onde foi destacada a necessidade do comprometimento de todos os
    envolvidos no processo com vistas a estabelecer diretrizes, cumprir metas e
    articular os participantes da cadeia produtiva.
    “O
    mercado acena com grandes oportunidades, mas somente através de uma atividade
    organizada, a Baixada Ocidental poderá se inserir de forma competitiva nessa
    atividade”, ressaltou o documento.
    São
    aproximadamente 120 criadores que estão sendo beneficiados com o trabalho. A
    ação é desenvolvida nos eixos temáticos: sanidade animal, nutrição animal e
    gestão da propriedade. Dentro de sua missão, o SEBRAE está capacitando e
    preparando os criadores na melhoria da competitividade desses animais.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!