Logo
  • Fernando Furtado denuncia irregularidades na prefeitura de Pedro do Rosário

    O deputado Fernando Furtado (PC do B)
    utilizou a tribuna na sessão desta quarta (20) para falar sobre os casos de
    agiotagem no estado do Maranhão que, de acordo com o parlamentar, vem causando
    seríssimos problemas relacionados aos municípios e consequentemente o
    sucateamento das administrações.
    Durante o seu discurso, Fernando citou o
    caso do prefeito da cidade de Pedro do Rosário, Irlan Serra (PTC), que assim
    com outros gestores e ex-gestores, está sendo investigado pela polícia por
    participação direta no esquema de agiotagem e desvio de recursos públicos da
    merenda escolar, medicamentos, e do aluguel de máquinas e carros no Maranhão.
    Furtado sugeriu ao Partido Trabalhista
    Cristão (PTC) a expulsão do prefeito Irlan Serra, assim como a expulsão de
    outros gestores dos seus partidos, caso estejam envolvidos em crimes
    relacionados a agiotagem.
    “Acho que este é o momento em que devemos
    começar a mostrar para a sociedade que as mudanças não são apenas no Executivo,
    nas ações do governador, mas que as mudanças também têm que acontecer nos
    partidos políticos, ” afirmou o deputado.
    O prefeito Irlan Serra é suspeito de
    utilizar dinheiro público para pagar empréstimos a juros contraídos em
    campanha, segundo investigações da Polícia Civil e do Grupo de Atuação Especial
    de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).
    O parlamentar ainda fez várias denúncias
    relacionadas a administração da Cidade de Pedro do Rosário, entre elas, a
    realização de uma licitação com uma só empresa para fazer obras na cidade que
    custaram em torno de 7 milhões, obras essas que hoje encontram-se paradas.
    “Nós temos hoje, na cidade de Pedro do
    Rosário, uma cidade fantasma, muitos pequenos empresários foram embora para
    Pinheiro, para Viana, para Zé Doca, porque a cidade não oferece condições
    mínimas para que essas pessoas possam trabalhar dignamente em sua cidade. Cerca
    de 150 comunidades hoje estão praticamente isoladas porque as estradas vicinais
    e as pontes não foram recuperadas, ” lamentou Fernando Furtado.
    O deputado denunciou ainda a má utilização
    de máquinas doadas pelo PAC 2 – Programa de Aceleração do Crescimento, do
    Governo Federal. “As máquinas do PAC que foram doadas pelo Governo Federal
    estão hoje numa empresa de Veltro Serra, irmão do prefeito, fazendo obras.
    Essas máquinas que deveriam ser do município estão sendo utilizadas por uma
    empresa particular,” disse Fernando.
    Ao finalizar o seu discurso, o deputado
    Fernando Furtado sugeriu a Comissão de Obras e Serviços Públicos da Assembleia
    Legislativa que faça uma audiência pública na cidade de Pedro do Rosário, para
    colher informações sobre a atual situação do município.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!