Logo
  • Governadora Roseana e Presidenta Dilma inauguram Suzano em Imperatriz

    Governadora Roseana
    Sarney e a presidenta Dilma Rousseff participaram na tarde desta quinta-feira
    (20), da inauguração da fábrica de celulose de eucalipto da Suzano, em
    Imperatriz. O empreendimento, que recebeu investimentos de R$ 6 bilhões, é um
    dos maiores e mais modernos do mundo.

    Participaram da solenidade, além de políticos da região, secretários de Estado,
    executivos da Suzano Papel e Celulose e comitiva da presidência da república,
    os senadores José Sarney, João Alberto e Edison Lobão Filho, o ministro de
    Minas e Energia, Edison Lobão, o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira e o
    presidente do Conselho da Suzano Papel e Celulose, David Feffer.

    A fábrica de celulose de eucalipto, que já está em operação, está transformando
    a economia de Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão. A governadora
    Roseana ponderou em seu discurso os benefícios da instalação da Suzano no
    Maranhão.

    “Hoje é um dia histórico para o Maranhão. Com a política de atração de
    investimentos que estamos desenvolvendo desde que assumimos o governo em 2009,
    estamos recebendo empresas de grande porte como a que inauguramos hoje e
    gerando emprego e renda para todo o estado”, destacou a governadora.

    A presidenta Dilma ressaltou a satisfação não só para o Maranhão, mas para todo
    o Brasil, de estar inaugurando a Suzano:

    “Sinto orgulho e satisfação pelo Brasil, pelo Maranhão, pela cidade de
    Imperatriz mas, sobretudo, satisfação por todo o Brasil.A Suzano é uma
    realização aqui no Maranhão com esforço dos maranhenses, da governadora Roseana
    , mas sobretudo um beneficio para todo o Brasil”, falou a presidenta na
    abertura de seu discurso.

    Com capacidade para produzir 1,5 milhão de toneladas/ano, a produção da Suzano
    é voltada para atender os mercados europeu e norte-americano, utilizando a
    logística de ferrovia (Norte Sul e Carajás) e Porto do Itaqui.

    A implantação da Suzano no Maranhão foi possível por meio de iniciativas como
    Programa de Incentivo às Atividades Industriais e Tecnológicas no Estado do
    Maranhão (ProMaranhão), em que o Governo do Maranhão incentiva a implantação de
    grande empreendimentos no estado. Para garantir que os empregos gerados pela
    Suzano beneficiassem os maranhenses, especialmente trabalhadores da região
    tocantina, o governo assinou convênio com a empresa e outras instituições para
    o Programa Capacitar. O Maranhão Profissional fez parte do convênio, que
    resultou na qualificação de sete mil pessoas.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!