Logo
  • Governo investirá R$ 11 milhões na revitalização dos terminais Ponta da Espera e Cujupe

    De setembro de 2013 a março de 2014, os usuários do ferryboat, um dos
    principais meios de transporte entre São Luís e a Região da Baixada Maranhense
    e ao estado do Pará, vivenciarão um cenário diferente nos Terminais de
    Passageiros. O Governo do Estado, por meio da Empresa Maranhense de
    Administração Portuária (Emap), responsável pela gestão dessas estruturas,
    anunciou a revitalização da Ponta da Espera, em São Luís, e de Cujupe, em
    Alcântara. Os investimentos para a reforma são de cerca de R$ 11 milhões e terão
    como principal objetivo proporcionar acessibilidade, segurança e comodidade aos
    usuários dos terminais que somam, anualmente, 1,7 milhão de passageiros.

    Para atender aos passageiros durante o período de reforma foi montada
    uma estrutura temporária no estacionamento no Terminal da Ponta da Espera, em
    São Luís.  No mesmo ambiente foram instalados os escritórios
    administrativos da Emap e das operadoras dos ferry-boats, os pontos de vendas
    das passagens, bebedouros e banheiros.
    Para abrigar os usuários, foi armada uma tenda de aproximadamente 300 m²
    com proteção para sol e chuva, e, colocadas cadeiras. Placas sinalizadoras
    educativas, informativas e indicativas sobre os serviços disponíveis na
    estrutura foram instaladas. A mesma estrutura temporária será montada também no
    Terminal de Passageiros do Cujupe, em Alcântara, para abrigar os  usuários
    durante as obras.
    Ponta da Espera
    Os
    trabalhos iniciam primeiramente em São Luís. Serão investidos recursos no valor
    de R$ 2 milhões e 550 mil,  no Terminal da Ponta da Espera.  A
    empresa responsável pela obra, ganhadora do processo licitatório, foi a
    Construtora Guimarães Ltda.
    Entre
    as melhorias, o Terminal de Passageiros contará com rampas de acesso para
    pessoas com mobilidade reduzida; adequação da praça de alimentação para
    instalação dos restaurantes em áreas apropriadas com maior conforto e higiene
    dentro dos padrões exigidos pela Vigilância Sanitária; construção de nova
    portaria de vistoria, proporcionando maior segurança; e edificação do Pátio de
    Retenção de Veículos, com o objetivo de liberar totalmente a via de acesso às
    embarcações.
    Essa
    última intervenção contribuirá para um fluxo de veículos mais rápido e seguro,
    principalmente, no caso de emergências. Outra novidade é a construção de 521
    metros de passarelas e reforma de 130 metros. As passarelas, cobertas e
    cercadas, conduzem os passageiros em segurança e protegidos do sol e da chuva,
    até os ferries ou até os veículos.
    Cujupe
    No
    Cujupe, os recursos destinados estão na ordem de R$ 8,5 milhões. O projeto de
    reforma encontra-se na fase de finalização. O processo licitatório acontecerá
    em setembro e as obras estão previstas para iniciar em outubro.
    A
    estrutura a ser trabalhada no Terminal do Cujupe abrange construção de novo
    telhado, do mercado para abrigar os vendedores e da instalação do sistema de
    abastecimento e reservatório de água. Também prevê duplicação das passarelas,
    implantação da Portaria Vistoriada, construção das sedes administrativas da
    Emap, do posto da Polícia Militar e das Operadoras de ferryboat, ampliação e
    adaptação dos banheiros aos portadores de necessidades especiais e a construção
    do Pátio de Retenção de Veículos.
    O passageiro deve ficar atento aos cuidados que deve tomar para
    garantir uma viagem segura e tranquila durante o período da reforma. Pelo site
    da Emap (www.emap.ma.gov.br)
    e das empresas que operam os ferry, ServPorto e Internacional Marítima, é
    possível obter a informação dos horários das viagens. Uma vez escolhido a hora
    da viagem, o próximo passo é comprar os bilhetes nas unidades de venda dessas
    empresas (Areinha e próximo ao Terminal de Passageiros da Beira-Mar).
    Como
    a maioria dos passageiros que viaja sem veículo, opta pelos serviços dos
    ônibus, é importante chegar aos terminais com, no mínimo, 40 minutos de
    antecedência. A dica vale, também, para os que viajam com veículos, chegar cedo
    ajuda na organização do embarque e evita atrasos. Uma vez no Terminal, placas
    sinalizadoras indicam os locais que os passageiros devem posicionar-se: os que
    estão de ônibus, os que estão com veículos já com passagens compradas e os
    veículos sem passagem, que devem aguardar na fila de espera.
    Prazo de entrega
    A
    obra do Terminal da Ponta da Espera tem dois prazos de entrega. Em dezembro,
    será finalizada a etapa de reforma: praça de alimentação, restaurantes, novos
    banheiros, instalações administrativas e rampa de acesso para portadores de
    necessidades especiais. Em março de 2014, termina o prazo para entrega da
    estrutura externa como Pátio de Retenção de Veículos, reforma do posto da
    Polícia Militar e construção das passarelas externas. As obras no Terminal do
    Cujupe têm previsão para iniciar em outubro e finalizar também em março de
    2014.
    A
    travessia da Baía de São Marcos via ferryboat é uma das principais ligações de
    São Luís com os municípios da Baixada Maranhense. Todos os dias são realizadas
    10 viagens regulares. O aumento, de um ano para o outro (2011 para 2012), foi
    de 19,03%.  Nos últimos seis anos, o número de usuários dos Terminais de
    Passageiros de Ferryboat de Ponta da Espera, em São Luís, e do Cujupe, em
    Alcântara, passou de 665 mil para mais de 1,7 milhão por ano, um aumento de
    161%.
    Para entender a obra
    – Obra: Reforma do Terminal da Ponta da Espera
    – Período: setembro de 2013 a março de 2014
    – Empresa executora: Construtora Guimarães
    – Empresa responsável: EMAP
    –  Valor da obra: R$ 2 milhões e 550 mil
    Melhorias no Terminal da Ponta da Espera

    Construção de nova rampa para garantir acessibilidade às pessoas portadoras de
    necessidades especiais;
    – 
    Construção e reforma de novas passarelas para os passageiros;
    – 
    Construção de Nova Portaria;
    – 
    Reforma do BOX da Polícia Militar;
    – 
    Reforma do coreto;
    – 
    Construção de uma praça de alimentação;
    – 
    Construção de um novo Estacionamento com ponto de Táxi;
    – 
    Estrutura para restaurantes.
    Melhorias
    – 
    Construção de novo Telhado;
    – 
    Construção de Mercado Abrigado;
    – 
    Integração entre o terminal, Mercado e área de embarque;
    – 
    Novo sistema de abastecimento e reservatório de água;
    – 
    Duplicação das Passarelas;
    – 
    Implantação da Portaria Vistoriada;

    Construção das sedes administrativas da EMAP, posto da Polícia Militar e
    Operadoras de ferryboat;

    Ampliação e adaptação dos banheiros aos portadores de necessidades especiais;

    Construção do Pátio de retenção de Veículos.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!