Logo
  • Homem de 68 anos morre após sofrer maus tratos em Cururupu

    O idoso identificado como Ernandes Oliveira Pinto,
    68 anos, morreu após ficar internado por mais de uma semana lutando pela vida,
    depois de sofrer maus-tratos pela própria esposa, uma mulher de apenas 30 anos.

    Ernandes foi encontrado amarrado em uma rede e com queimaduras de terceiro grau
    pelo seu corpo, na residência onde morava, no dia 20, na cidade de Cururupu,
    distante 435 quilômetros da capital São Luís.

    O idoso vivia com Idayane do Socorro Reis Rodrigues, principal suspeita do
    crime. Segundo Jozeline Santos, a filha de Ernandes, o pai já estava quase uma
    semana sem se alimentar. “Um vizinho do meu pai começou a desconfiar do caso
    quando perguntavam por ele, e a sua companheira Idayane Rodrigues dizia que
    estava com problemas de garganta e às vezes dizia que estava viajando. Mas como
    os vizinhos ouviam discussões do casal, e um dia ouviram um grito dele dizendo
    ‘Eita Idayane, tu me matou’, acabaram ficando mais preocupados, no que resultou
    em chamar a minha família que mora perto dele”, contou.

    Jozeline ainda disse que, quando a família foi comunicada do que estava
    acontecendo, duas sobrinhas de Ernandes chegaram a casa e encontraram o tio
    amarrado em uma rede, com o corpo todo queimado e talco jogado por cima das feridas.
    Elas logo acionaram uma ambulância para retirar o parente da casa.

    Além disso, a filha da vítima revelou que muitas moscas estavam sobre o corpo
    do pai. Ernandes Santos foi encaminhado pela ambulância até ao hospital Santa
    Casa, onde passou por uma raspagem nas queimaduras, e após vários dias não
    resistiu e veio a óbito. Os amigos, vizinhos e familiares se sentiram
    revoltados com a situação. “Esperamos Justiça. Isso me dói em saber que meu pai
    sofreu a cada minuto, ter ficado em cárcere privado, recebendo maus-tratos. Só
    queremos Justiça” disse Jozeline Santos.
    Com informçôes de O Imparcial

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!