Logo
  • Lascou de vez! Prefeito de Pinheiro mete a mão no bolso dos professores.

    O prefeito Luciano Genésio, de Pinheiro na Baixada Maranhense, achou pouco o desconto de R$ 314 dos Guardas Municipais e de R$ 300 de servidores da Saúde em Janeiro, e agora em fevereiro meteu a mão no bolso dos trabalhadores municipais da Educação.

    Hoje, logo cedo, quando passaram o cartão no caixa do Banco do Brasil, os servidores da Educação quase desmaiaram. O prefeito, sem qualquer justificativa pagou com desconto acima de R$ 100 que varia de servidor de acordo com enquadramento.

    A chiadeira é geral na cidade, a direção do sindicato é omissa em relação aos direitos dos servidores, e tem hoje uma presidente fantoche que atende apenas os interesses do gestor municipal.

    Além de não ter cumprido acordo com o Sindicato de Professores de Pinheiro em relação à indicação do Secretário de Educação do Município,  onde o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, afirmou que a classe indicaria o tal secretário. O prefeito não pagou o piso salarial à classe, não pagou o abono com a diferença do FUDEB 2016 recebida no final de Janeiro, não pagou férias e ainda cancelou o enquadramento dos professores realizado na gestão anterior.

    A indagação é geral, uma fonte do blog forneceu alguns prits do grupo de WhatsApp do SINPROSEMPI que mostra a indignação dos servidores da Educação com a atitude do prefeito e com a direção omissa do Sindicato.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!