Lula deve anunciar Dino no STF e Gonet na PGR antes de viagem

Há a possibilidade de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fazer os anúncios dos seus indicados para o Supremo Tribunal Federal e para o comando da Procuradoria Geral da República nesta 2ª feira (27.nov.2023), antes de embarcar para um giro que fará no exterior por 8 dias. Devem ser nomeados, como já publicou o Poder360 em 24 de novembro, Flávio Dino para o STF e Paulo Gonet para a PGR.

Há a possibilidade de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fazer os anúncios dos seus indicados para o Supremo Tribunal Federal e para o comando da Procuradoria Geral da República nesta 2ª feira (27.nov.2023), antes de embarcar para um giro que fará no exterior por 8 dias. Devem ser nomeados, como já publicou o Poder360 em 24 de novembro, Flávio Dino para o STF e Paulo Gonet para a PGR.

A recente controvérsia entre o STF e o Senado, com a aprovação de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que limita os poderes da Corte, ainda pode influenciar o timing da indicação de Lula, apesar de o Planalto considerar o assunto superado depois do jantar da última semana.

Parte dos congressistas aliados de Lula duvidavam que Dino pudesse ser indicado ainda neste ano por entenderem que não haveria tempo hábil para se aprovar o nome em 2023. Isso faria com que o ministro ficasse exposto à oposição por mais tempo e complicasse sua avaliação na sabatina.

Se aprovado pelo Senado, Dino pode ficar na Corte por 20 anos. Assumiria o lugar de Rosa Weber, que se aposentou em setembro.

O nome de Dino sempre esteve entre os favoritos para ser indicado, mas arrefeceu depois que o indicado de Lula à DPU (Defensoria Pública da União) foi rejeitado no Senado e disso, depois, que o fato foi um “recado” para que o presidente não indicasse o ministro da Justiça ao STF. Quando a poeira baixou, Dino voltou a ser o favorito para o cargo.

Poder 360

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *