Logo

MTur negociará construção de ponte sobre o Rio Pericumã, na Baixada

Foto, Wayne Pinheirinho (ASCOM)

Durante o I Encontro Regional dos Municípios
Turísticos do Brasil realizado em Pinheiro, depois de um pedido do Secretário
de Estado do Meio Ambiente Victor Mendes, o ministro Gastão Vieira anunciou que
negociará com o Ministério da Integração Nacional a construção da ponte sobre o
Rio Pericumã, na Baixada Maranhense. A obra, orçada em R$ 22 milhões,
interligará pelo menos 10 municípios do interior do estado, melhorando o
escoamento da produção local por causa da diminuição da distância entre as
cidades.

Depois do Pronunciamento de Victor Mendes, Gastão Vieira disse que a construção
da estrada de ligação dos municípios de Bequimão e Cedral, que inclui uma ponte
no Rio Pericumã, vem sendo discutida há pelo menos 15 anos. Durante o encontro
desta sexta (12), o MTur propôs que o projeto seja requerido por meio de um
consórcio de municípios.

Foto, Wayne Pinherinho (ASCOM)
 “Esta é uma
obra que precisa ser viabilizada por meio do Ministério da Integração Nacional,
mas eu já conversei com o ministro Fernando Bezerra sobre o assunto e
apresentarei a ele o projeto que me foi entregue hoje  pelos prefeitos. Se recebermos um sinal verde
do ministério, o caminho mais rápido para a liberação de recursos é um
consórcio entre todos os municípios beneficiados”, explicou.

Interligação- Com 110 metros de extensão, a ponte interligará cidades como
Guimarães, Mirinzal, Cururupu, Cedral, Porto Rico, Serrano, Apicum-Açu e
Bacuri. Entre os benefícios que a obra trará para os moradores dessas regiões
estão melhoria do escoamento da produção local e a redução da distância
considerável entre Bequimão e Cedral, que de 100 km passará a ser apenas de
32km, podendo ser feito em meia hora.

O prefeito de Pinheiro, Filuca Mendes, aproveitou o momento para mostrar a
Gastão Vieira a concepção de um projeto de construção de uma ponte de 300
metros e de mais dois quilômetros de estrada interligando o terminal de
ferry-boat do Porto do Cujupe até o lado posterior da Ilha do Cajual, reduzindo
de 25 quilômetros para 13 o percurso que hoje é feito de embarcação. “Além de
encurtar a viagem, iremos agregar valor àquela área, que pode ser transformada
em um ponto de lazer para toda a região da Baixada”, afirmou.

Foto, Wayne Pinheirinho (ASCOM)

Números

15 é o total de produtos turísticos do polo Floresta dos Guarás

238 é o total de leitos de hospedagens da região

8 cidades compõem o polo turístico, segundo a Setur

80% dos turistas que visitam os polos do Maranhão são oriundos do próprio
estado

R$ 2 bilhões é o valor em obras em municípios maranhenses financiadas pelo Mtur

R$ 92 milhões é o valor que o Maranhão ainda tem a receber do ministério

0 Comentários

Deixe o seu comentário!