Logo
  • Parceria entre Incra/MA e Prefeitura de Palmeirândia leva créditos a assentados

    A Superintendência Regional do Incra no Maranhão e Prefeitura Municipal de Palmeirândia assinaram  um Acordo de Cooperação Técnica para possibilitar o acesso dos assentados daquele município aos créditos Fomento e Fomento Mulher. A assinatura da parceria aconteceu, na quarta-feira (7), na sede da Superintendência Regional da autarquia, em São Luís.

    O acordo prevê atividades de atualização cadastral e ações destinadas à concessão do crédito a 748 famílias de assentados nos projetos de assentamento Dibom I e Dibom II, administrados pelo Incra/MA, no município de Palmeirândia – distante cerca de 70 km da capital do Estado. Uma das atividades será possibilitar o acesso das assentadas ao crédito Fomento Mulher.

    Para o crédito Fomento, o Incra libera recursos no valor de R$ 6,4 mil por família, dividido em duas parcelas de R$ 3,2 mil. Enquanto que por meio do Fomento Mulher é oferecido um crédito de R$ 3 mil por agricultora, em única parcela por família, para implantar projeto produtivo sob a responsabilidade da mulher titular do lote.

    O superintendente do Incra/MA, George de Melo Aragão, que já assinou também Acordos com Prefeituras de outros municípios maranhenses, falou da importância dos créditos para o desenvolvimento das atividades agrícolas nos assentamentos e do interesse da autarquia em possibilitar o acesso das assentadas ao Crédito Fomento Mulher. “Estamos possibilitando aos assentados o acesso a recursos financeiros para um maior investimento em sua produção com  implantação de projetos produtivos e  créditos que valorizam o trabalho da mulher e estimulam a geração de renda para as famílias”, afirmou.

    O Prefeito Jorge Luís Santos Garcia – que esteve acompanhado pelo Controlador Geral do Município, Nilson Garcia -, destacou que os projetos produtivos serão voltados para culturas de melancia, milho, abóbora, maxixe, entre outras. “A produção da agricultura familiar no município de Palmeirândia é bem desenvolvida. Os agricultores fornecem alimentos para cidades vizinhas, como São Bento e Pinheiro, assim como para a merenda escolar e  hospitais locais”, afirmou.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!