Logo
  • Peri-Mirim é um dos piores municípios do Brasil para se viver, aponta Firjan

    O município de Peri-Mirim, localizado na Baixada Maranhense, está entre as cidades brasileiras consideradas as piores para se viver, segundo pesquisa.

    A informação é baseada em um relatório divulgado anualmente pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), que considera um índice similar ao IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, que avalia longevidade, educação e renda da população) da Organização das Nações Unidas.

    O Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) acompanha o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros também em três áreas de atuação: emprego e renda, educação e saúde.

    O índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) e quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade. De acordo com os dados da Firjan, 55,2% do total das cidades possuem desenvolvimento moderado, e 1,9% (106 cidades) estão com baixo desenvolvimento, ou seja, abaixo de 0,4 que o caso de Peri-Mirim, que soma apenas 0,35 pontos. Apenas 332 cidades (6% do total) possuem alto desenvolvimento, com índices superiores a 0,8.

    No ranking do estado do Maranhão, Peri-Mirim está na posição 199, entre as últimas, já que o Maranhão possui apenas 217 cidades. Já no ranking nacional, a cidade administrada por Geraldo Amorim aparece na posição de 5.495, ente as 20 piores, já que o Brasil possui apenas 5.570 cidades.

    Por João Filho

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!