Logo
  • Pinheiro: vereador Guto desmente prefeito despreparado e mal assessorado

    Despreparado e mal assessorar, o prefeito de Pinheiro Luciano Genésio, concedeu uma entrevista de barrigadas no último sábado na Cultura FM de Pinheiro.

    Além dos choramingos, o prefeito fez  ameaças ao governador, Flávio Dino, aos vereadores de Pinheiro, Guto (PV) e Beto de Ribão (PSD) e destilou seu ódio pelo deputado Othelino e pelo Superintende de Articulação Política da Baixada, Dr. Penaldon Jorge.

    O vereador Augusto Vinicius, Guto,  foi acusado pelo prefeito de exercer irregularmente a função de funcionário do Banco do Brasil e foi ameaçado até com a perda do mandato pelo chefe do executivo. Guto usou a sua rede social, para esclarecer o fato e mostrar o tamanho despreparo do chefe do executivo.

    Veja abaixo:

    Pessoal, no último sábado, o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, numa entrevista à Rádio Mirante, teceu uma ameaça a mim e ao vereador Beto de Ribão. Falou que vai pedir a cassação do nosso mandato. Eu não daria muita atenção, mas alguns amigos estão me perguntando, e eu estou fazendo esta postagem para esclarecer, e tranquilizar “meu pessoal”.

    Ainda não vi a argumentação dele, estou aguardando chegar à Câmara (caso venha mesmo), mas, segundo o que ele falou na rádio, é a respeito de eu ter outro emprego, além de ser vereador.

    Bom, eu, ao contrário dele, sou acostumado a trabalhar, e a trabalhar muito, pra conquistar minhas coisas e sustentar minha família. Comecei trabalhando desde os meus 18 anos de idade, dando aula de capoeira no Colégio Pinheirense e em algumas escolas municipais. Fiquei nestes até ser chamado a tomar posse no Banco do Brasil, fruto de um CONCURSO que fui aprovado. Iniciei no BB em 13/08/2007, ou seja, mais de 10 anos atrás. No mandato passado, optei por me licenciar de minhas atividades de bancário, no inicio deste ano eu decidi retomar minha carreira. E assim vou seguindo minha vida! Corrida, cansativa, mas, muito gratificante, feliz, saudável e acima de tudo, HONESTA.

    Tenho meu direito de exercer as duas funções, conforme rege a Constituição Federal em seu Artigo 38:

    Art. 38. Ao servidor público da administração direta, autárquica e fundacional, no exercício de mandato eletivo, aplicam-se as seguintes disposições: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    III – investido no mandato de Vereador, havendo compatibilidade de horários, perceberá as vantagens de seu cargo, emprego ou função, sem prejuízo da remuneração do cargo eletivo, e, não havendo compatibilidade, será aplicada a norma do inciso anterior;

    Exerço cargo raso no BB, tenho que cumprir apenas 6 horas de trabalho diário, logo, tranquilamente, consigo conciliar com minhas atividades de vereador. Nos dias de sessão, eu vou primeiro pra Câmara, quando acaba lá eu vou pro banco e cumpro minhas 6h. Inclusive, tenho até a garantia legal de faltar no BB nos dias de sessão, sem nenhum prejuízo trabalhista, porém, raras vezes utilizo este direito.

    Mas, creio que o prefeito deve saber disso! Creio que quer criar factoide, alvoroço, talvez até mesmo pra tirar o foco de sua gestão desastrosa. Ou, quem sabe, sonha mesmo em cassar, ou intimidar eu e o vereador Beto, tentando calar nossa voz, tendo em vista que nós dois fazemos uma oposição mais forte a ele, mais exposta. Nada disso vai acontecer, estou tranquilo, preparado e amparado legalmente. E, a única forma dele calar minha voz, dele deixar de receber minhas críticas, é ele fazer uma boa gestão! Se ele administrar decentemente a cidade, vai ter apenas meus aplausos.

    Vereador Guto (PV)

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!