Logo
  • Pinheiro: Vítima de acidente tem atendimento e ambulância negados pelo hospital Dr. Jackson Lago.

    Momento em que o a equipe do SAMU foi até o hospital Jackson Lago, buscar a vítima do acidente que teve atendimento e ambulância negado pelo hospital.

    Momento em que o a equipe do SAMU foi até o hospital Jackson Lago, buscar a vítima do acidente que teve atendimento e ambulância negado pelo hospital.

    Fato lamentável ocorreu ontem, dia 22, envolvendo o hospital Regional da Baixada, entregue com a promessa de prestar atendimento à população da região.

    Por volta de 16h30, um homem de 46 anos identificado como Edison Soares Aroucha, residente no povoado Ponta Branca, zona rural de Pinheiro, envolveu-se em um grave acidente de trânsito na estrada Pinheiro – Pacas.

    De acordo com a denúncia recebida pelo blog, o acidente aconteceu na MA-106 bem próximo ao hospital, motivo que levou os populares que prestaram socorro à vítima a procurarem o hospital Dr. Jackson Lago.

    Chegando lá, foram surpreendidos com a negativa do hospital para prestar atendimento ao acidentado, alegando procedimentos burocráticos para recebê-lo. Funcionários garantiram que o hospital só atende pacientes de emergência ‘regulados’. E que por isso esse tipo de atendimento deve ser iniciado pela rede municipal.

    Pessoas que acompanhavam o homem acidentado pediram então que o hospital ao menos disponibilizasse uma ambulância, para que este fosse levado para o hospital municipal Dr. Antenor Abreu e mais uma vez tiveram o pedido negado em ato desumano.

    A Ambulância negada ao paciente foi flagrada parada no pátio ao lado como mostra a foto.

    A Ambulância negada ao paciente foi flagrada parada no pátio ao lado como mostra a foto.

    Funcionários do hospital Dr. Jackson Lago disseram aos acompanhantes da vítima que o hospital não tinha ambulância para fazer a remoção do paciente. A mentira foi descoberta minutos depois, quando populares flagraram a ambulância parada no pátio ao lado do hospital.

    O socorro só veio através de um gesto de boa vontade de uma funcionária do hospital identificada como Dóris, que entrou em contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) solicitando a remoção da vítima para o hospital Antenor Abreu.

    A equipe do SAMU atendeu ao chamado e o homem foi levado para o hospital Dr. Antenor Abreu, onde finalmente foi atendido e recebeu os cuidados que o caso pedia.

    Horas depois a ambulância negada ao paciente foi vista próximo ao hospital Antenor Abreu.

    Ambulância negada ao paciente nas ruas.

    Ambulância negada ao paciente nas ruas.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!