Logo
  • Polícia prende nigeriano suspeito de ser falso médico, em Bacuri, MA

    Um
    nigeriano foi preso, no início da tarde deste sábado (23), no Hospital
    Municipal de Bacuri,
    na Baixada Maranhense, suspeito de exercício ilegal da medicina. A informação
    foi confirmada pelo superintendente de Polícia Civil do Interior, delegado Jair
    Paiva.
    “Nós
    recebemos esta denúncia e estávamos averiguando, com nossa equipe de
    inteligência. Na hora da prisão ele não apresentou documentos. Embora tenha
    dito que é formado, não apresentou registro algum no Conselho [Regional] de
    Medicina”, informou o delegado.
    Segundo
    Jair Paiva, além do suposto exercício ilegal da profissão, a polícia também
    investiga informações de que o homem tenha receitado medicamentos para uma
    criança, em Mirinzal, que teria morrido. “Essa é outra denúncia que recebemos
    sobre ele e ainda estamos na fase de investigação, porque é uma denúncia muito
    séria”, disse.
    Após
    a prisão, o suspeito foi encaminhado para a Delegacia Regional de Pinheiro.
    “Nós continuaremos a investigação e dependendo do caso, ele pode ser
    encaminhado para São Luís”, acrescentou o superintendente.
    Segundo
    o Código Penal, o exercício ilegal da medicina é um crime contra a saúde
    pública, passível de detenção de seis meses a dois anos.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!