Logo
  • Professora que há 14 anos prestava serviço a Secretaria de Educação de Pinheiro é vítima de “Tititi, Fuxico, Picuinha Política” e despedida através de recado.

    Professora “Fáfa” atividade

    Picuinha política, o
    tititi o querer prejudicar para satisfazer seu próprio ego, e pessoas “emprenhando
    pelos ouvidos” por incrível que pareça se instalou em setores da Prefeitura de
    Pinheiro, levando quem está à frente de tal pasta agir sem verificar in
    loco, fazer pesquisa de opinião publica, e nem consultar as lideranças Comunitárias,
    agindo como faziam os tais secretários do ex-prefeito Zé Arlindo, que
    despediam funcionários com recados enviados por portadores, sem ao menos terem
    a hombridade de falar cara a cara o porquê da dispensa dos serviços.

    A professora Solange de
    Fátima Oliveira Pereira “Fafá” de 35 anos que há exatos 14 anos, prestava
    serviço a Secretaria de Educação do Município de Pinheiro, na Escola Dr.
    Antenor Abreu no povoado Bandeira Branca a 22km do centro da Cidade, foi
    sumariamente demitida. Fafá que no dia 06/05 foi Admitida “Contratada”
    recebendo carta de Apresentação, para prestar seus serviços com educadora na
    referida Escola, no dia 03/06 recebeu um recado dado pela diretora da Escola “Joana
    Célia” enviada pela Secretária de Educação do Município, dando conta que Fafá
    não faria mais parte do quadro de profissionais da escola do povoado.
    Fafá que é natural do
    povoado Bandeira Branca, sempre prezou, pelo Profissionalismo, nunca se
    envolvendo em Política Partidária  mantendo
    sempre a ética Profissional, foi vitima da “fuxicada”, causando indignação, em
    toda a Comunidade de Bandeira Branca, que se mobilizou em favor da Professora e
    já colheu um Abaixo Assinado, enviando cópias do mesmo para a Secretaria de
    Educação e também para o gabinete do Prefeito.

    Fafá conta que já estava
    sobre aviso, por indiretas enviadas por um desafeto da Comunidade, que já
    tinha comentado que ela exerceria o cargo por apenas no máximo 30 dias.
    Conta Fafá que no ato de
    recebimento de sua carta de Apresentação, onde se apresentou com o Presidente da
    Comunidade “Natan”, a Secretária de Educação do Município, relatou que estava
    cheia já de inúmeras conversas que chegavam à secretaria em relação à
    Profissional, que mesmo assim deu a carta da mesma com o aval do Presidente da Comunidade,
    (Reeleito no ultimo Domingo dia 09).
    Fica a pergunta quem
    seria esse leva e traz da Comunidade de Bandeira Branca? Já que no povoado existem
    duas Associações,  e a Professora tem o
    apoio e o aval, dos dois presidentes das Comunidades, “Bazinho’ Presidente da
    1ª e o ex- presidente “Josias”, “Natan’ Presidente da 2ª além do apoio e do
    líder quilombola, “Julico” da Comunidade vizinha de oiteiro, quem será esse(a)
    que sua palavra sobrepõe a dos Lideres Comunitários?
    O caso ganha repercussão
    e indigna os moradores, pelas desculpas esfarrapadas ditas por terceiros, dando
    conta que a Professora, fora demitida, por não se adequar a exigências como
    educadora em exército do magistério, (não tendo ainda curso superior). Fica a
    Pergunta, teria esse tal curso superior a Professora que assumiu no lugar de Fafá?
    e também as demais do quadro?
    Acreditamos na seriedade
    do Prefeito Filuca, que tenta fazer com muito esforço e muita dificuldade, de
    Pinheiro “UM LUGAR BOM DE SE VIVER”, que seja revisto tal injustiça por parte
    da Secretaria de Educação e que isso não passe de apenas um caso isolado. E que
    a orquestra anunciada pelo Prefeito, onde ele seria o Maestro tenha a mesma
    sintonia com os demais Componentes. 

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!