Logo
  • Profissionais do hospital Regional da Baixada estão sendo demitidos e coagidos a mando do Ex-diretor, Dr. Leonardo Sá.

    macrpO vereador Leonardo Sá, ex-diretor do hospital da Baixada Dr. Jackson Lago, mostrou a verdadeira face dando o famoso ‘baypass’ para muitos funcionários e profissionais de saúde nos últimos dias.

    Funcionários do hospital denunciam que estão sendo coagidos pela diretora, Denise Boás, que substituiu Leonardo no comando do hospital e ocupa o cargo apenas como figurante, já que o vereador, mesmo ‘afastado’ ainda dá as ordens na unidade.

    De acordo com a denúncia que chegou ao blog, por ordem de Leonardo, a capacidade profissional não deve ser levada em conta, mas sim, a posição política. No hospital, a ordem é, quem não abraçar a campanha de Leonardo, ganha de presente a imediata demissão.

    No mínimo quatro médicos foram demitidos desde a última segunda-feira por determinação do ex-diretor, Leonardo Sá, por questões meramente políticas. Considerados os melhores profissionais em clínica médica da unidade, os médicos Dr. Kayo, Rafael além de outros não tiveram o profissionalismo respeitado, sendo sumariamente afastados a mando do ex-diretor.

    Com a demissão dos profissionais, a clínica médica, que sempre está com os leitos cheios, ficou na responsabilidade do médico da UTI que também é Diretor Clínico do hospital, Ricardo Henrique, que agora tem que se virar nos trinta para atender a clínica médica, UTI e ainda dar consultas todas as tardes.

    O denunciante que procurou o blog, afirma ainda que a diretora substituta de Leonardo Sá, a enfermeira Denise Boás, está pressionando também os enfermeiros a aderirem à campanha do chefe sob a ameaça de demissão

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!