Logo
  • Programa Escola Digna avança em Palmeirândia na Baixada Maranhense

    Secretario de Educação Felipe Camarão e o prefeito Jorge Garcia.

    As ações do Programa Escola Digna, instituído pelo Governador Flávio Dino como macropolítica da educação focada na qualidade social do ensino público maranhense, estão em andamento por todo o estado. Desta vez, o programa chegou ao município  de Palmeirândia, na baixada maranhense.

    “Esse é o maior programa educacional da história do Maranhão pelo volume de ações em todos os 217 municípios, requalificando as escolas, dando mais dignidade aos estudantes e educadores maranhenses”, ressaltou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

    Palmeirândia

    As ações do ‘Escola Digna’ também chegaram ao Centro de Ensino Rio Grande do Sul, em Palmeirândia. A escola será totalmente recuperada, com a reforma do telhado, forro e climatização das salas, restauração da rede elétrica e instalação de subestação, revestimento cerâmico, novo piso, revitalização do pátio, ampliação dos banheiros, sala dos professores, entre outros.

    A estudante Carla Mirele ressaltou que, pela primeira vez um governo se importa com a escola. “Nos sentimos valorizados, pois sabemos que o governo está preocupado com nossa escola, que estava precária. E está junto conosco nessa batalha para melhorar a escola”, disse.

    Segundo o professor de Geografia, Saulo Formiga, a comunidade escolar está em festa pela reforma que a escola receberá. “Era uma reforma esperada há mais de 10 anos. Teremos além da reforma estrutural, ganho de equipamentos e mobílias, que muito contribuirão com o nosso trabalho. Como professor fico muito feliz em ver o compromisso que este governo tem com a educação, tratando-a de forma diferente do que vimos até então por outros governos. Ficamos muito felizes. Temos certeza que a partir de agora nossos resultados serão outros, porque a questão estrutural afeta diretamente o próprio emocional desses jovens. Isso vai trazer esperança para que esses jovens possam buscar um futuro melhor”, comemorou o professor.

    “Nossa escola já não estava mais em condições para o aprendizado. Com as melhorias anunciadas a gente ja se sente mais feliz. A gente só tem a agradecer, com o apoio do governo. Agora podemos caminhar pra frente e com mais alegria, com aquele esforço de aprender, e vamos conseguir”, disparou o estudante Lucas, presidente do Grêmio Estudantil do CE Rio Grande do Sul.

    A reforma terá duração de cinco meses e a comunidade escolar será remanejada para prédios escolares da rede municipal, que já são utilizados pelo Estado, para que não haja prejuízo ao calendário escolar.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!