Logo
  • Projeto que garante meia entrada a professores é aprovado

    O projeto de lei do
    deputado Edilázio Júnior (PV), que garante o direito a meia entrada a
    professores do ensino médio das redes de ensino pública e privada do Maranhão
    em eventos culturais e de lazer, mesmo que já estejam aposentados, foi aprovado
    nesta terça-feira (7), em segundo turno, na Assembleia Legislativa. Agora a
    proposta aguarda somente a sanção da governadora Roseana Sarney.
    Em discurso para encaminhar a votação, o deputado lembrou que os
    professores são fomentadores de cultura e conhecimento e por isso é necessário
    que os mesmos tenham acesso a eventos em cinemas, teatros, museus e shows.
    “Os professores são fomentadores da cultura e necessitam
    estar atualizados, munindo-se de informações no preparo de aulas e
    desenvolvendo nos alunos o raciocínio crítico e analítico e, para isso, é
    necessário que os educadores possam ter acesso a eventos que envolvem
    conhecimento e cultura”, disse o parlamentar.
    Segundo a proposta, a meia-entrada será garantida em cinemas,
    teatros, museus, circos, casas de shows e quaisquer outros ambientes públicos
    ou particulares em que se realizem espetáculos artísticos ou culturais.
    Além dos professores que estão na ativa, os docentes aposentados
    também terão o direito à meia-entrada. Para o professor da ativa ter direito ao
    benefício é necessário que apresente carteira funcional ou documento de
    identidade juntamente com comprovante de renda. No caso dos aposentados,
    somente o documento de identidade com o comprovante de renda garante o direito
    a meia-entrada.
    Edilázio Júnior garantiu ainda que iniciativas como essas já
    existem em estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Sergipe e
    Paraná. “Nós não podemos ficar de fora desta homenagem aos professores. Além
    disso, não tenho dúvida que isso vai gerar também receita para as próprias
    empresas como cinemas, teatros, porque os educadores e os professores são
    propagadores de conhecimento e de cultura”, afirmou Edilázio.
    O deputado Eduardo Braide parabenizou o parlamentar do PV pela
    iniciativa e disse que os mais beneficiados com essa lei serão os alunos, que
    poderão usufruir do conhecimento adquirido pelo docente. “Quem tem a ganhar, na
    verdade, vão ser os alunos, porque poderão usufruir consequentemente de tudo
    aquilo, de toda experiência buscada e colhida pelos professores”, disse.
    Ainda de acordo com o projeto, os estabelecimentos que
    descumprirem a lei serão multados em 100 vezes o valor do ingresso. A matéria
    segue para a apreciação da governadora Roseana Sarney. Se sancionada, a lei
    passa a valer da data de sua publicação.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!