Logo
  • Rebelião: presidiários feridos foram levados para os Socorrões I e II

    Os
    detentos que foram feridos durante a rebelião de ontem, dia 9, no Complexo
    Penitenciário de Pedrinhas em São Luís-MA, continuam sendo atendidos nos
    Socorrões I e II.
    São
    presos que foram esfaqueados, espancadas e baleados durante o motim, que já foi
    controlado por os homens do Batalhão de Choque da Polícia Militar e do Grupo
    Tático Aéreo (GTA).
    Dados
    da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão informam que foram 13 mortos e
    30 feridos.
    A
    rebelião em Pedrinhas aconteceu após uma briga entre facções criminosas e por
    causa da suspeita de um túnel no Bloco F, Pavilhão 2. Aproximadamente 60 presos
    pretendiam sair da penitenciária através de um túnel.
    O
    movimento de familiares é muito intenso no local. Houve até princípio de
    confronto, onde familiares jogaram pedras e outros objetos contra agentes
    penitenciários.
    Com
    a rebelião de ontem, chega a 16 o número de presidiários executados na capital
    maranhense somente neste mês (outubro). 
    Do
    Luis Pablo.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!