Logo
  • SEBRAE realiza encontro com prefeitos da Baixada

    Nesta quinta-feira, 21, o SEBRAE promoveu, em
    Pinheiro, o penúltimo Encontro de Prefeitas e Prefeitos Eleitos e Reeleitos do
    Maranhão, reunindo 13 gestores do executivo municipal da Baixada Maranhense.
    Até agora, já foram realizados eventos similares em Balsas, Grajaú, Imperatriz,
    Açailândia, Santa Inês, Bacabal, Presidente Dutra, Caxias, Chapadinha e
    Barreirinhas, com mais de 1.200 participantes – dentre prefeitos, secretários
    municipais, vereadores, empresários, representantes de instituições bancárias e
    universidades, além de profissionais da imprensa. O último encontro está
    agendado para o dia 2 de abril, na cidade de Rosário. 
    O Encontro de Prefeitos
    aconteceu no auditório do SEBRAE, localizado no centro de Pinheiro. Estiveram
    presentes, prefeitos, presidentes de câmara, secretários municipais,
    representantes das instituições parceiras do SEBRAE como: Banco do Brasil,
    Banco do Nordeste, Caixa Econômica, Banco da Amazônia, além da AGERP, UFMA,
    UEMA, IFMA, CETECMA, UEMA, CDL, Associação Comercial, entre outros. 
    Os prefeitos presentes
    dos municípios de Pinheiro, Mirinzal, Bequimão, São Bento, Bacurituba,
    São João Batista, São Vicente Ferrer, Serrano do Maranhão, Guimaráes, Bacurí, Cajapió, Cedral e Olinda Nova, participaram de um amplo
    debate sobre desenvolvimento sustentável regional e implantação da Lei Geral da
    Microempresa e Empresa de Pequeno Porte, visando melhorar a gestão dos pequenos
    negócios e mostrar casos de sucesso na gestão pública onde o SEBRAE é parte
    integrante dessa iniciativa exitosa. 
    Na ocasião foi apresentação pelo gerente
    regional, Wamberg Amaral, um portfólio de projetos do SEBRAE para a região,
    visando fomentar, capacitar e apoiar os pequenos negócios locais, sendo
    parceiros rumo ao desenvolvimento econômico da região.
    Um dos convidados do encontro em Pinheiro é o
    consultor da Unidade de Políticas Públicas do SEBRAE, Yves Ribeiro, que já
    esteve no Maranhão na primeira rodada dos eventos. Ribeiro é ex-prefeito das
    cidades pernambucanas de Iguarassu, Itapissunga e Paulista e vai falar aos
    prefeitos da Baixada Ocidental Maranhense sobre sua experiência 26 anos à
    frente de uma administração municipal. Para ele, três princípios devem reger um
    gestor público: ser transparente para com o povo que o elegeu, gastar menos do
    que arrecada e ter como maior parceiro a comunidade. “Se o prefeito conseguir
    fazer isso, certamente, a população vai reconhecer o seu trabalho”, orienta
    Yves. 
    A palestra vem ao encontro da proposta do SEBRAE
    com os eventos: despertar-nos gestões do executivo municipal a preocupação com
    o desenvolvimento territorial sustentável. Além das soluções educacionais,
    projetos, ações e programas de seu portfólio, o SEBRAE defende a regulamentação
    e implementação da Lei Geral Municipal das Microempresas e Empresas de Pequeno
    Porte como fator decisivo para fomentar a economia local por meio dos pequenos
    negócios
    Na programação aconteceu, ainda, uma mesa redonda
    com os gestores do executivo municipal. “Este foi o momento que oportunizamos
    aos prefeitos de apresentar seus projetos voltados ao desenvolvimento local. O SEBRAE
    coloca à disposição dos gestores toda a expertise do seu corpo técnico para
    apoiá-los nesse desejo de mudar o Maranhão e um dos instrumentos que viabilizam
    essa transformação é a Lei Geral da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte”,
    destaca o presidente do Conselho Deliberativo do SEBRAE, Cláudio Azevedo – que
    também acumula a função de secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e
    Abastecimento.
    Desde 2012, a implementação da Lei Geral nos
    municípios é uma prioridade do SEBRAE, e a instituição tem se concentrado em
    conscientizar os gestores municipais da importância para o desenvolvimento
    sustentável das cidades. “As microempresas são as maiores geradoras de emprego
    hoje em dia. As pequenas lojas, a pessoa jurídica do Empreendedor Individual,
    enfim, é uma quantidade muito grande de pessoas contribuindo para o
    desenvolvimento de suas cidades.
    Cabe ao SEBRAE apoiar o processo de
    implementação, ou seja, ajudar os gestores do executivo municipal a tirar essa
    lei do papel, torná-la realidade, para que cada vez mais haja desenvolvimento,
    aumento de renda e geração de emprego no país”, reforça Azevedo.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!