Logo
  • Secretaria de Segurança apresenta envolvidos com explosão de caixas eletrônicos

    A Secretaria de Segurança Pública (SSP) apresentou,
    na tarde desta sexta-feira (23), durante entrevista coletiva a imprensa, três
    pessoas envolvidas com explosões de caixas eletrônicos no interior do Maranhão.
    Na ocasião estiveram presentes, o secretário de Segurança Pública, Aluísio
    Mendes; o Comandante Geral da Polícia Militar do Maranhão, Franklin Pacheco e o
    Superintendente Estadual de Investigações Criminais, delegado Augusto
    Barros. 
    José Ribamar Lopes Xavier de 30 anos, natural de
    Chapadinha; Francisco da Silva Macedo Júnior de 22 anos, natural de Regeneração
    Piauí e André Luís Dias, de 30 anos foram presos em uma barreira policial
    montada na região da Estiva, nesta sexta-feira (23), em uma ação integrada do
    Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP) em conjunto com
    o Serviço de Inteligência da Policia Militar.
    O Secretário Aluísio Mendes disse que os elementos
    são integrantes de uma quadrilha interestadual, envolvida em várias explosões a
    terminais bancários eletrônicos na Região nordestina. Ele informou ainda que a
    polícia está desenvolvendo várias ações de Inteligência para prevenir e
    combater esta prática criminosa em todo o Maranhão. “A Polícia tem trabalhando
    com inteligência, agindo de forma a antecipar as ações desses criminosos,
    evitando a proliferação de quadrilhas e coibindo este tipo de crime no estado”,
    disse o secretário.
    André Luís foi identificado como o manuseador dos
    explosivos. Em depoimento, ele relatou que aprendeu a técnica com seu pai, que
    trabalhava em uma pedreira, vindo adquirir uma vasta experiência em trabalhar
    com o material. Segundo a polícia, apenas uma banana de dinamite é suficiente
    para explodir um caixa eletrônico.
    O bando dirigia um Gol preto de placa NMP 2382,
    quando foi interceptado pelos policiais. Em poder deles, a polícia apreendeu 04
    bananas de explosivas nitropenta e uma carabina. Eles foram conduzidos para
    Superintendência de Investigação de Criminal (SEIC), e ouvidos pelo delegado
    André Gossain. 
    As investigações
    De acordo com a polícia, há três meses foi iniciado
    o trabalho de monitoramento da quadrilha, realizando diligências e campanas em
    locais estratégicos. Após reunir as provas criminais foi articulado um plano
    para interceptar os criminosos. Levantamentos da polícia dão conta que André
    Luís já responde por crimes de tráfico e roubo em Goiânia e Cuiabá. Segundo a
    polícia, em agosto deste ano, ele explodiu o muro do Presídio de Mato Grosso,
    de onde empreendeu fuga.
    O Comandante Geral da PM, Franklin enfatizou o
    trabalho da equipe, “A polícia agiu em perfeita sintonia, evitando novas
    atuações do bando. É de nosso conhecimento que eles vieram para a região para
    praticar esses crimes e depois iam evadir-se para fora do Estado, mas a Polícia
    conseguiu impedir e tirou de circulação esses meliantes”. frisou Franklin
    Pachêco.
    O Superintendente da Seic, Augusto Barros informou
    que as investigações já identificaram que existem mais pessoas envolvidas com o
    trio. A polícia deve continuar os trabalhos. Os nomes não foram revelados para
    garantir o sucesso na localização dos demais. “Vamos dar prosseguimento às
    investigações, a fim de a fim de identificar e representar perante a justiça a
    prisão dos outros envolvidos”, completou.
    Eles podem estar envolvidos também com a explosão
    do caixa do Banco do Brasil de Santa Rita, e pretendiam praticar outra ação
    criminosa em Axixá. O trio foi autuado em flagrante pelos crimes de posse
    ilegal de material explosivo, formação de quadrilha e tentativa de roubo. Eles
    serão encaminhados para Penitenciaria de Pedrinhas, onde ficarão à disposição
    da Justiça.
     blog do Gilberto Lima

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!