Logo
  • Seguranças que trabalharam no carnaval, aniversário do irmão do prefeito, festejos juninos e aniversário da cidade acionam prefeito de Pinheiro na justiça.

    Os seguranças que trabalharam durante a carnaval, aniversário do irmão do prefeito, festejos juninos e aniversario da cidade  ainda não foram pagos pela prefeitura de Pinheiro.

    Quase oito mês após a realização do carnaval, os seguranças particulares contratados para trabalhar no evento ainda aguardam o pagamento do serviço por parte do Executivo municipal. O mesmo dilema vivem os seguranças que trabalharam nos festejos juninos, aniversário do irmão do prefeito e aniversário da cidade.

    Alguns dos seguranças que foram caloteados, estiveram na manhã desta terça-feira (27) na câmara municipal de Pinheiro, conversaram com vereadores e de lá foram até a promotoria pública da cidade.

    Os vereadores, Beto de Ribão (PSD) e Valter Soares (PV) acompanharam os trabalhadores até a promotoria. De acordo com vereador Beto, os trabalhadores só querem receber o que lhes é de direto já que prestaram serviço para o prefeito e família e não receberam.

    O vereador Valter Soares, tratou  caso como de tamanha irresponsabilidade e falta de respeito para com os pais e mães de família que passaram noites de sono na esperança de complementar a renda financeira e foram caloteados.

    O caso foi levado ao conhecimento da autoridade. Os vereadores se disponibilizaram em ajudar e se alguém prestou serviço ao executivo municipal e não recebeu, que procurem os vereadores.

     

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!