Logo
  • Servidores Municipais da Educação de Pres. Sarney entrarão em Greve por tempo Indeterminado.

    Elissandro, Pres. do Simprosemps
    Servidores da Educação do
    de Município de Pres. Sarney aderem à paralisação na rede de Ensino Municipal. Em
    Assembleia realizada ontem 24, com representantes do SIMPROSEMPS, e dezenas de Professores,
    os servidores da Educação de Pres. Sarney em acompanhamento a paralisação Nacional
    darão continuidade a Greve no Município.
    O Presidente Sindical da
    Classe no Município, Elissandro Mário, disse que depois de Varias conversas
    entre a classe e representantes do Executivo Municipal, nunca chegaram a um
    consenso, o que o Município oferece aos servidores não preenche os requisitos
    oferecidos em lei nacional. “Queremos uma educação melhor e a
    valorização dos profissionais. A carreira de docente não é atrativa à
    juventude, os professores trabalham muito e não tem uma jornada respeitada para
    poderem viver com razoável dignidade”, afirma Elissandro Pres. Do SIMPROSEMPS.
    “Para termos uma escola pública de qualidade, precisamos valorizar esses
    profissionais.”
    A principal reivindicação
    dos professores é o cumprimento da Lei do Piso Nacional dos Professores da Rede
    Pública. Pela norma vigente, o piso do magistério da educação básica é de 1.567
    reais para 40 horas semanais de trabalho, sendo que um terço desta carga
    horária deve ser destinado à preparação de aulas e formação continuada do
    professor. 

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!