Logo

Transporte Escolar de Bacuri pode ser suspenso, diz Ministério Público

O transporte escolar do município de Bacuri, a 480
quilômetros de São Luís, pode ser suspenso por até quinze dias caso a Justiça
aceite o pedido de intervenção feito pela promotora Alessandra Darub, titular
da Comarca da cidade, por meio de Ação Civil Pública aberta para apurar a
responsabilidade da administração municipal pelas péssimas condições dos
veículos escolares usados para beneficiar os alunos do ensino médio.
O pedido foi feito após o Ministério Público ter
entendido que a prefeitura não tem condições de garantir a segurança dos alunos
do ensino médio e infantil ao mesmo tempo e nem ter veículos apropriados para
executar essa função – apesar do município ter recebido mais de R$ 320 mil de
verba federal para investir, exclusivamente, para o transporte escolar.
A decisão judicial a favor ou contra o pedido deve
ser divulgado nesta quinta-feira (8), segundo informou Alessandra Darub 
Relembre o caso
O acidente que vitimou oito adolescentes aconteceu
por volta das 19h do dia  29 de abril nas proximidades do Povoado
Madragoa. Uma D-20 do município de Bacuri, que transportava os estudantes se
chocou com um caminhão que estaria carregado de pedras. Segundo fontes da
Prefeitura de Bacuri, 25 adolescentes, a maioria entre 15 e 18 anos, estavam no
veículo, que estaria retornando de uma escola.

Após o choque, adolescentes teriam sido lançados de
uma ribanceira, o que dificultou muito o resgate, informaram testemunhas.
Do O Imparcial

0 Comentários

Deixe o seu comentário!