Logo
  • UFMA: biblioteca do Câmpus de Pinheiro está engajada na luta contra a Aids

    Dezembro é o mês de mobilização para a prevenção de infecções de doenças sexualmente transmissíveis. O período tem como objetivo chamar a atenção para as medidas de prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos das pessoas com HIV.

    Para lembrar a data, a Biblioteca Setorial do Câmpus de Pinheiro está realizando a Campanha do Dezembro Vermelho, uma data escolhida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para ser o “Dia Mundial de Luta contra a AIDS”.

    O Dezembro Vermelho consiste em uma campanha nacional de prevenção ao HIV/AIDS e outras afecções sexualmente transmissíveis instituída por meio da Lei 13.504, recentemente sancionada pelo Presidente da República. Além da exposição de um cartaz informativo e do símbolo que representa essa luta, serão disponibilizados preservativos na entrada da biblioteca.

    Segundo a bibliotecária Ana Virginia, a biblioteca como espaço de conhecimento deve disponibilizar informações aos usuários. “Devemos manter a comunidade acadêmica atualizada e sempre disponibilizando elementos para uma sociedade mais informada e esclarecida. Dessa forma, a Campanha Dezembro Vermelho tem esse propósito e visa colaborar para que nossos usuários sejam prevenidos e saudáveis”, explica.

    Segundo dados do UNAIDS, 35% das 4.500 novas infecções por HIV ocorreram entre jovens de 15 a 24 anos. Diante dessa realidade, é necessário ações de conscientização de prevenção contra a AIDS/HIV. “Esse tipo de campanha é importante e válida em uma biblioteca, levando em consideração que estudos recentes mostram que o índice de doenças transmissíveis entre os jovens tem aumentado, e, desse modo, é importante resgatar a cultura do uso da camisinha, uma vez que as pessoas estão abolindo essa prática”, reconhece o estudante Paulo Henrique.

    O diretor do câmpus, Rickley Marques, e a equipe da biblioteca, composta por Ana Virginia, Lucio Lago, Soraya Albuquerque e por bolsistas, acolheram a ideia, considerando-a pertinente para a comunidade acadêmica. “As campanhas supracitadas realizadas na biblioteca são muito importantes, pois contribuem com a abrangência informacional e conscientização da comunidade acadêmica”, afirma a bibliotecária Soraya Albuquerque.

    Já Lucio Lago, idealizador da iniciativa, afirma que é relevante apresentar, a comunidade acadêmica, a biblioteca como um espaço que vai muito além de um lugar destinado apenas para estudar, ler ou realizar empréstimo. “Muitas questões precisam estar presentes em uma biblioteca, a qual deve ser instrumento de transformação social”, finaliza.

    A campanha teve o apoio do Centro de Testagem e Aconselhamento, por intermédio da Coordenadora de IST/HIV/AIDS e hepatites virais, Girliane Mendes da Silva, que fez a doação de preservativos e material gráfico para ser distribuídos na biblioteca.

    O Dezembro Vermelho fará parte do calendário de atividades da Biblioteca Setorial do Câmpus de Pinheiro do próximo ano, no qual a ideia é expandir ainda mais essa ação.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!