Logo
  • pinheirense é empossado como secretário adjunto da secretaria extraordinária da pesca e agricultura do Maranhão

    UM PINHEIRENSE É EMPOSSADO COMO SECRETARIO ADJUNTO DA SERETARIA EXTRAORDINÁRIA DA PESCA E AGRICULTURA DO MARANHÃO

    Secretário
    Nacional do Meio Norte da CNPA, e Secretario Geral da Força Sindical do
    Maranhão, é empossado como Secretário-Adjunto Extraordinário da Pesca e
    Aquicultura do Estado do Maranhão, o Sr. Antônio Furtado (louro), Filho
    do saudoso Vereador Tantan de Pinheiro.



    O novo Adjunto da Pesca tem um trabalho importante no maranhão, além
    de ser Presidente da Colônia de Pescadores de Pedro do Rosário – MA,
    Coordenou o evento de imperatriz no primeiro seminário do Meio Norte do
    Brasil, onde tiveram presente varias autoridades politicas, além do
    ministério da Pesca ter entregado no evento 15 retroescavadeira, o
    ministro comprometeu-se a realizar um grande sonho dos pescadores de
    imperatriz que foi o mercado municipal. O evento conseguiu reunir mais
    de 2 mil pescadores.



    Na sua vista o estreito no sul do maranhão pode conhecer uns dos
    maiores projetos já implanto no setor, o projeto é financiado pelo BNDS
    em parceria com o Museu Nacional, o empreendimento atinge sete cidades
    do maranhão e Tocantins, onde o peixe da hidrelétrica ira ser
    beneficiado para salas de multiuso onde o pescado ira receber tratamento
    como resfriamento e limpeza, após será transportado para a sede da
    cooperativa interestadual, onde será beneficiado para a comercialização,
    o Presidente da Colônia de Estreito o Sr.



    Luiz Moura é presidente da Cooperativa, tem pedido apoio ao novo
    adjunto, e segundo ele tem dado prestado apoio e ajudado os pescadores
    tanto do maranhão como do Tocantins, recentemente esteve em uma reunião
    com o SEST a concessionaria da hidrelétrica de estreito.



    Antes de assumir o cargo, esteve na região do médio Mearim visitando
    os municípios de Itaipava, Arame e lago da Pedra, fazendo levantamento
    da situação dos pescadores dessa região.   



    Entre os dias 20 e 25 coordenou a ida de 15 presidentes de Colônia
    para Brasília em um evento onde estiveram presente mais de 90% dos
    dirigentes de Colônias.



    Comentou que se empenhará na pasta, e sabe que não será fácil
    para a equipe que faz parte na nova Secretaria vencer os obstáculos,
    pois a pesca é um gigante adormecido que quando forem aquecidos todos os
    setores o crescimento econômico do setor trará mais emprego direto é
    indireto e não admite que burocracia tenha barrado diversos
    empreendimentos na aquicultura, por causa da dispensa ambiental, acha
    ainda que a sociedade os empresários e pequenos produtores perdem muito
    com essa lentidão, mas também sabe que não é por motivo do estado, mas
    sim de um sistema que integra todos os entes federados, para que esse
    paradigma possa ser quebrado, devemos nos unir todos os setores da pesca
    para o diagnostico possa ser preciso e cirúrgico, “não podemos brincar
    de fazer pesca temos que torna-la produtiva dentro de uma realidade
    comercial que todos possam participar” comentou.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!