Logo
  • Vereador Oziel Menezes cobra do Governo do Estado à conclusão do Centro de tratamento de Hemodiálise de Pinheiro.

    Pacientes que sofrem de doenças renais na cidade de Pinheiro precisam percorrer quilômetros durante vários dias da semana para ter acesso ao tratamento de hemodiálise em São Luís. Isso porque atrasos na obra  no município impossibilita que esses pacientes tenham acesso ao procedimento.

    Os pacientes do município de Pinheiro, que fica a 333 km de São Luis, infelizmente são obrigados a enfrentar essa dura jornada. Eles enfrentam, quase que diariamente, uma jornada de duas horas de viagem de carro do município até om Cujupe em Alcântara. Depois disso, os pacientes ainda precisam enfrentar outra viagem com 1h30 de duração no Ferry Boat para chegar a capital.

    Alguns pacientes por dificuldade de locomoção, não podem descer e ficam dentro do veículo com o ar condicionado desligado o tempo todo. Na chegada em São Luís, os pacientes que já estão desgastados, ainda precisam enfrentar mais três horas na máquina de hemodiálise. Depois de passar o dia em viagem na estrada e ainda passar pelo procedimento, os pacientes chegam em casa exaustos e abatidos.

    Indicação do Vereador, Oziel Menezes.

    Tal situação tem preocupado vereador, Oziel Menezes (`PSD) que protocolou na Câmara Municipal de Pinheiro uma indicação e sua autoria, que pede ao Governador do Estado, Flávio Dino, a conclusão imediata do Centro de hemodiálise que fica ao lado do hospital Macrorregional da Baixada. “Os pacientes não precisavam passar por isso se o Centro de hemodiálise em construção na cidade estiver pronto” disse o vereador.

    Vereador Oziel Menezes (PSD), autor da indicação.

    Segundo Jane Carvalho Araújo, chefe da assessoria jurídica da Secretaria de Estado de Saúde, o atraso nas obras ocorreu por conta de uma revisão nos projetos, que deveriam seguir o padrão imposto pelo Ministério da Saúde. “Os projetos eles tiveram que ser revistos e a obra paralisou para adequar as normas do Ministério da Saúde, adequar às normas da Vigilância Sanitária”.

    Sem data para conclusão da obra, o governo garante que o centro será inaugurado até o final de 2017.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!