Logo
  • Vereadores reprovam requerimento e não deixam Secretário de Cultura de Pinheiro explicar sobre calote dado em brincadeiras juninas.

    A mando do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, os vereadores da base do governo reprovaram o requerimento Nº 026/2017 de autoria do vereador Valter Soares (PV) que convocava o Secretário de Cultura e Turismo do município, Rodrigo Brasil, para prestar esclarecimento sobre um possível calote dado nas brincadeiras contratadas pela prefeitura nos festejos juninos 2017, realizado pela secretaria de Cultura.

    Mesmo tento contratado uma empresa por quase meio milhão de reais para realização dos festejos, as brincadeiras não foram pagas. A empresa IMPÉRIO SHOWS E EVENTOS LTDA – ME do estado do Piauí, faturou 434.400,00 (quatrocentos e trinta e quatro mil e quatrocentos reias)para realização do evento como mostra o extrato do contrato no Diário Oficial do Estado.De acordo com o extrato de contrato extraído do Diário Oficial, o prazo de vigência teve como inicio o 23/05/2017 e término 23/06/2017, ou seja, a empresa cumpriu seu contrato e possivelmente recebeu pelo serviço prestado. Isso é o que supõe-se.

    Depois de 60 dias e quase sem esperanças de receber pelas apresentações, organizadores de várias danças procuraram o vereador para pedir ajuda sobra o caso. Prontamente Valter Soares apresentou um requerimento convocando o secretário para dar explicações sobre o caso. O requerimento foi reprovado a mando do prefeito.

    Reprovaram o requerimento os vereadores: Lucas do Beiradão (PSDB), Ednildo (PcdoB), Rubemar (PMDB), Capadinho (PMDB), Riba do Bom Viver (PDT), Paulinho Enfermeiro (PMN), Albininho (PCdoB), Sandro Lima (PCdoB) e João Moraes (PSD).

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!