Logo
  • A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e das Minorias repudia as declarações de Fernando Furtado

    A
    Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e das Minorias da Assembleia
    Legislativa do Maranhão, reuniu na manhã desta quinta-feira (24/09) e vem à
    sociedade maranhense  tornar público que
    repudia as declarações do Deputado Estadual Fernando Furtado (PC do B), membro
    desta Casa, designadas de forma ofensiva aos povos indígenas e homossexuais,
    durante Audiência Pública, realizada dia 04 de julho deste ano, em São João do
    Caru, conforme veiculadas através de áudio na imprensa e nas redes sociais.
    Lamentamos
    o ocorrido e ressaltamos que a atitude deste parlamentar não condiz com a
    defesa dos direitos humanos e das minorias sociais assegurados na Constituição.
    A postura ofensiva do parlamentar atinge também os homossexuais que, assim como
    os povos indígenas, são sujeitos de direitos e cabe a esta Casa e à sociedade
    respeitá-los, assegurá-los e protegê-los e não difamá-los, agredi-los como
    procedeu o parlamentar.   
    Ao
    se referir de forma ofensiva à etnia indígena awa-guajá e aos homossexuais o
    parlamentar atinge todas as comunidades indígenas que fazem parte da formação
    do povo brasileiro e maranhense e a população LGBT que tem o seu reconhecimento
    como cidadãos de direito e, portanto, merecem ser respeitados. 
    São Luís, 24 de setembro de 2015
    Dep.Zé
    Inácio
    Presidente
    da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e das Minorias
    Assembleia
    Legislativa do Maranhão

    2 Comentários

    1. José Pipoca disse:

      tem é que ciar uma cpi para investigar as ações dos magistrado que vivem tendo grads lucros nas suas sentenças assim como nos seus assédios. veja ai o que ta acontecendo no vale do Pindaré

    2. José Pipoca disse:

      tem é que ciar uma cpi para investigar as ações dos magistrado que vivem tendo grads lucros nas suas sentenças assim como nos seus assédios. veja ai o que ta acontecendo no vale do Pindaré

    Deixe o seu comentário!