Logo
  • Ação conjunta das policias predem assaltantes em Pinheiro e Buriticupu

    Resultado de duas ações distintas deflagradas nas
    cidades de Buriticupu e Pinheiro, as Polícias Civis e Militares prenderam mais
    cinco pessoas suspeitas de cometerem assaltos no interior do estado. 
     Pinheiro
    Uma ação de policiais militares do 10º BPM sediado
    em Pinheiro resultou na prisão de três envolvidas com diversos assaltos a
    estabelecimentos comerciais naquela região. Cleonison Amorim Mineiro, 19 anos;
    Josefer Pires Cruz, 20, e Thiago Ferreira de Brito, 26, foram detidos no final
    da tarde de quarta-feira (30).
    Segundo informações policiais, o trio teria
    cometido o assalto a drogaria Natufarma localizada no centro da cidade. De
    posse das informações, o comandante tenente-coronel Ramos determinou que os
    militares realizassem diligências, vindo a localizar o bando na Rua Maria
    Pinheiro Paiva, no Bairro do antigo Aeroporto.
    No momento da abordagem, as equipes policiais
    encontraram em poder dos suspeitos um notebook, uma mochila, uma garruncha e
    uma moto POP100, sem placas. Ele após receberem voz de prisão, o trio foi
    encaminhado ao distrito policial, onde foram autuados pelo delegado Titular do
    1º DP de Pinheiro, Felipe Gonçalves, pelo crime de assalto. Eles ficarão
    detidos na Delegacia Regional, a disposição da Justiça.
     

    As prisões ocorreram, na quarta (30) e quinta-feira
    (31). Na primeira, investigadores lotados na delegacia de Buriticupu, sob o
    comando do delegado Carlos Alessandro Assis e com o apoio do Destacamento de
    Polícia Militar daquele município efetuaram a prisão de dois homens suspeitos
    de serem os autores de vários assaltos e receptação. Segundo a polícia, os
    irmãos Ednaldo da Silva Chaves, 28 anos, e Edson da Silva Chaves, 19, foram
    detidos com duas armas de fogo e mais de 40 munições.
    De acordo com o delegado Carlos Alessandro, Ednaldo
    Silva ainda responde por mandado de prisão preventiva, na Comarca de Coroatá,
    por um duplo homicídio ocorrido em agosto do ano passado. “Após informações do
    delegado Reno Cavalcante, de Coroatá, o Ednaldo estava se refugiando no povoado
    Buritizinho aqui na cidade, e com o trabalho de investigação conseguimos
    descobrir o paradeiro do foragido’, contou o delegado Alessandro.
    Após a confirmação do local onde estava escondido
    Ednaldo, o delegado montou toda a logística para efetuar a prisão do suspeito.
    Em diligências realizadas pelas equipes das Polícias Civil e Militar, foi dado
    cumprimento ao mandado de prisão em desfavor de Ednaldo. No local, os policiais
    ainda prenderam ainda seu irmão, Edson da Silva, também, por suspeita de
    envolvimento nas ações criminosas. Na casa foram apreendidos dois revolveres,
    sendo um calibre 38 e uma pistola 380, e uma moto Honda, que segundo a polícia,
    era utilizada nos assaltos. Munições dos calibres 38 e 380 também foram
    apreendidas.
    Investigações
    De acordo como delegado Carlos Alessandro, além do
    mandado de prisão do Ednaldo, vários crimes são atribuídos aos irmãos nas cidades
    de Buriticupu e Coroatá. “Em Buriticupu são investigados quanto ao crime de
    tentativa de homicídio e receptação e suspeito de envolvimento em um assalto
    ocorrido no início de janeiro a uma casa lotérica da cidade”, detalhou o
    delegado.
    Após receberem voz de prisão, eles foram
    encaminhados ao distrito policial, onde foram autuados por posse ilegal de arma
    de fogo. Ednaldo será encaminhado para a cidade de Coroatá, onde responde pelo
    duplo homicídio. Edson permanecerá detido à disposição da Justiça.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!