Logo
  • Assembleia convocada para esta sexta-feira 1º, decidirá se professores de Pinheiro entrarão em greve.

    Os professores da rede pública de Pinheiro decidirão, nesta sexta-feira 1º de setembro, às 08:00h, em assembleia a ser realizada na sede do Sindicato na rua Major Artur Sá, se entrarão ou não em greve por tempo indeterminado. Caso os docentes aprovem a paralisação das atividades, o calendário de atividades da rede pública deverá ser ainda mais prejudicado.

    De acordo com o Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Pinheiro (SINPROSEMPI), o prefeito da cidade depois de 8 meses de gestão ainda não cumpriu nenhum dos acordos firmados com a classe.

    A Assembleia abordará as seguintes pautas: 1ºEnquadramento da mudança de nível, 2ºReformulação do PCCR, 3º Realização de Concurso Público, 4º Precatório das diferenças infracionárias do FUNDEF e 5º Deliberar sobra a paralisação da atividades por tempo indeterminado.

    Outra preocupação dos educadores de Pinheiro, é sobre o não pagamento da primeira parcela do 13º que há 16 anos era paga até 15 de julho e na nova gestão o pagamento está sem previsão.

    O prefeito que no período de campanha prometeu a classe  que o Secretário de Educação do município seria uma indicação do sindicato para facilitar os diálogos, descumpriu a promessa e os demais acordos firmados.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!